A polêmica voltou: Com a saúde morta  Mantena  anuncia  atrações e festa  da cidade

Introspecção: A decisão de fazer a festa novamente  com certeza  tem o apoio da classe mais rica e de melhor poder aquisitivo, aqueles  que não precisam  da saúde em sua totalidade, são os que tem planos especiais  e condições financeiras, porém,  a classe considera  pobre e menos favorecida que precisa em 100% da área da saúde  devem continuar na fila a espera de remédios, exames, consultas especializadas e médicos.   

Parece que a administração municipal não aprendeu a lição do ano passado quando o Vereador Irmão João da Assembleia foi para Tribuna  anunciar que a  saúde estava na CTI e que não concordava com o dinheiro que estaria sendo investido  na festa da cidade, muitos não deram ouvidos, outros  até debocharam dizendo que não estava vendo ninguém morrer pelas ruas,  a festa foi realizada  e o dinheiro  que poderia ter sido investido na saúde  foi  entregue nas mãos de artistas e em gastos para realização da festa,  porém o que se viu  logo  após a festa da cidade  foi  uma   sequencia  trágica na área da saúde com a população  reclamando com veemência pelas Redes Sociais  sobre  a falta de remédios, médicos, consultas e exames especializados   que culminaram  com   a consequente queda do  Secretário Municipal de Saúde, o médico Dr. Jânio Assis e toda sua equipe que serviu como  “boi de piranha”.

Nem bem saiu a programação
e a população já começou a protestar

Em um dos comentários que chegaram ao Jornalismo Mantena Online  um senhor  expressou  uma grande verdade “Sem dinheiro não tem como melhorar a saúde de Mantena, é como se fosse uma  seleção que não tivesse dinheiro para contratar o jogador, desa forma  não tem técnico que consiga bons resultados”, fazendo uma comparação  que merece sim ser observada nesta hora.

Veja mais

Vereador João da Assembleia afirma que saúde é melhor do que festa para o povo de Mantena

Um ano se passou depois da denúncia do Vereador Irmão João da Assembleia e  o “fantasma” na saúde continua  trazendo resultado horríveis e assustando os  moradores do Município, embora tenha se trocado de secretario,  os problemas  que antes  assolava  como a falta de remédios, exames, consultas especializadas  continuam assombrando e o que pode se observar é a tentativa de uma reação  como a adesão do Município ao CIMLESTE Capixaba  o que não foi muito bem visto pela população, uma  ação que evidenciou ainda mais as dificuldades na saúde que culminaram neste último mês  com o bloqueio de recursos   financeiros  da Secretaria do Estado de Minas Gerais  ao Município de Mantena, porém  mesmo diante de todos os fatos e da grande crise  na saúde  a Prefeitura Municipal vem mais uma vez anunciar que a festa da cidade vai acontecer em Mantena.

Em Nota o Prefeito João Rufino confirmou a Festa da Cidade 2018

Observando os fatos e a confirmação  explicativa  do Prefeito João Rufino sobre a realização  da festa em 2018  (veja Nota da Prefeitura Municipal),   parece  que  os efeitos negativos   do ano passado e seus reflexos   foram totalmente esquecidos, a decisão de fazer a festa  mostra  mais uma vez  a  falta de comprometimento com a saúde  que como no ano passado  deve se acentuar logo após a festa, com certeza se isso acontecer  não foi por falta de experiência,  nem de avisos e  de pedidos da população mais pobre que clama por socorro e  que necessita em sua totalidade da saúde pública municipal.

Veja que a situação continua a mesma na área  da saúde em Mantena

Saúde na UTI: Falta de médico no Frei Cesar causa indignação e revolta em Mantena

COMPARTILHAR