As técnicas de Clareamento Dental em Consultório e Clareamento Dental Caseiro Supervisionado

Escovar os dentes, usar o fio dental e finalizar com um enxaguante. Você tem cumprido à risca todas as etapas da higiene oral, mas percebe que o seu sorriso não tem sido o mesmo? Existe uma solução para isso: clareamento dental. Quais são os riscos? É seguro? Eu posso fazer?

Por, Dra. Janine de Souza Siqueira – CRO/MG 45.501″

Com a valorização da estética dentária, as técnicas de clareamento apresentaram uma evolução clínica considerável. O emprego das técnicas clareadoras caseiras e em consultório, quando corretamente executadas, possibilitam resultados estéticos satisfatórios.

O Centro de Ortodontia e Reabilitação Oral, oferece atendimento com princípios para a satisfação total do cliente.

Trabalhamos com atendimento humanizado, a fim de conhecer, identificar as necessidades e assim promover resultados adequados.

O processo de clareamento consiste na aplicação de um gel clareador, à base de peróxido de carbamida ou peróxido de hidrogênio, sobre os dentes a serem submetidos ao processo. Esse procedimento pode ser realizado em consultório ou pelo próprio paciente, ambos supervisionados pelo cirurgião-dentista. No entanto, podem apresentar sensibilidade dentária durante e após o procedimento.

No tratamento/técnica realizado em consultório, é comum o uso de concentrações de peróxido de hidrogênio e peróxido de carbamida, com ou sem fontes de luz, controlado pelo dentista, sendo aplicado com o isolamento das margens gengivais para a proteção do paciente contra seus efeitos cáusticos. Dentre suas vantagens destaca-se um tratamento com resultados mais rápidos, indicação para pacientes com sensibilidade e retração gengival e aplicação individual de acordo com a pigmentação de cada dente.

Quanto ao clareamento dental caseiro, este é administrado pelo paciente com orientações do dentista, sendo prescritas pelos cirurgiões-dentistas as concentrações necessárias do gel clareador. Essa técnica é cada vez mais comum, uma vez que o seu sucesso está ligado ao fato de ser uma alternativa de fácil aplicação, segura, conservadora e eficaz.

O clareamento dental contém algumas restrições e pode causar possíveis danos se não for devidamente recomendado pelo profissional, considerando as exigências necessárias para a prática da técnica, seguindo um passo a passo clínico para redução dos riscos. É considerável a realização de um minucioso exame clínico e radiológico para verificar a presença de cáries, trincas, dentina exposta, retração gengival, O clareamento não pode ser realizado, por exemplo, em pessoas que apresentam tártaros, placa dental ou gengiva com sangramento. Estando livres desses problemas bucais, qualquer pessoa insatisfeita com a cor do seu sorriso pode realizá-lo.

APÓS O TRATAMENTO:

Só porque seus dentes estão brancos, não quer dizer que não precisam de cuidados. Para o efeito durar bastante tempo é preciso fazer uma mudança nos hábitos pessoais:

– Evitar o excesso de alimentos que contenham corantes, como café, refrigerante, vinho ou ketchup e investir em alimentos saudáveis no lugar dos industrializados;

– Consultar seu dentista para revisões periódicas;

– Manter a higiene oral após todas as refeições;

COMPARTILHAR