Duplicidade de profissionais pode ser o motivo  que suspendeu  a transferência de incentivos financeiros para saúde de Mantena

Vários são os  problemas na saúde, falta de exames, remédios e  consultas especializadas, pouco investimento,  queda de secretário,  saída para o CIM/Noroeste no Espírito Santo  e agora bloqueio de recurso,  o povo de Mantena  vem sofrendo na pele a má gestão da saúde nesta  administração.

Enquanto a Secretaria Municipal de Saúde de Mantena   não  vem a público explicar o que realmente aconteceu na área da saúde em Mantena, os verdadeiros motivos   para  que Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais,  através da   PORTARIA Nº 946, DE 23 DE ABRIL DE 2018,   suspendesse  a transferência de incentivos financeiros referentes aos Agentes Comunitários de Saúde (ACS), Equipes de Saúde da Família (ESF) e Equipes de Saúde Bucal (ESB), Núcleo Ampliado de Saúde da  Família e Atenção Básica (NASF-AB), Equipes de Consultório na Rua (eCR), Equipe de Saúde da Família Fluvial/Unidade Básica de Saúde da Família Fluvial (ESFF/UBSF), Equipes de Saúde no Sistema Prisional (ESP) e Unidade Odontológica Móvel (UOM), com ausência de alimentação do Sistema de Informação em Saúde para a Atenção Básica (SISAB),  a população  mais uma vez  se vê prejudicada  pela falta  de gestão com o povo sofrendo muito com a administração João Rufino/Luiz Garcia em Mantena.

Veja mais

A chapa esquentou: Secretaria de Estado de Minas Gerais bloqueia  conta  da saúde  de Mantena

Entenda os fatos

Tudo começou com a denúncia  do misto de empresário/radialista Rogério Faustino que através do seu Programa Boca no Trombone denunciou a má gerência da pasta em Mantena,  como ele o Vereador João da Assembleia também  veio a publico lutar pela dignidade da saúde, na época havia requerido que o dinheiro que  estava sendo  investido na contratação de cantores para Festa da Cidade  fosse  colocado na saúde do Município que estava sem consultas, remédios e exames, tudo isso era o prenúncio  de que a saúde de Mantena estava na CTI e precisava de cuidados urgentes, mas, o Vereador Anderson Branca de Neve, então líder do Prefeito na Câmara Municipal de Mantena,  relevou  e emendou que não estava vendo ninguém morrendo, atacando  com veemência as colocações feitas pelo vereador Irmão João da Assembleia na Tribuna,   defendendo  o gasto  que iria ser feito  pelo Município.

Continua depois da publicidade

Veja mais 

Boca no Trombone pede a saída imediata do secretário de saúde Dr. Jânio Assis em Mantena

Vereador Irmão João dá o raio X da saúde “ tá faltando remédios, exames e consultas” em Mantena

Continua depois da publicidade

Diante dos fatos que foram agravando, ainda que meio que tardiamente, o Prefeito João Rufino  tentou  mudar todo o quadro que se apresentava de mal a pior e demitiu o médico Dr. Jânio Assis que estava respondendo  como Secretário Municipal de Saúde  juntamente com toda sua equipe dando posse ao seu filho Ocimar Rufino que já  ocupava a  Secretária Municipal de Trânsito e Transporte, com ele veio a contratação do  conhecido Padre Aureliano  Ferreira  – ex-prefeito de Malacacheta  que já havia sido condenado pela justiça por retaliação eleitoral.

Infelizmente a saúde vem sendo vista de uma maneira diferente  pela  administração municipal a ponto  da mídia  que cobre o dia a dia da Prefeitura Municipal  postar matérias  soltando foguetes   som uma doação de 600 consultas  de oftalmologista  feita por  um empresário mantenense  citando como “Avanço na Saúde”, mas, que avanço é este  em que o Município tem a necessidade de recorrer  ao comércio   a um empresário   para  atender uma demanda   em  que no Estado/Federação  existem  convênios  para estes fins, ou seja,  no mínimo o que existe é  uma falta de  planejamento  e gestão.   

Veja mais  

Ocimar Rufino  assume interinamente  como  novo secretário de saúde em Mantena

Secretário  da saúde  diz que ficou sozinho no CONSONORTE  por isso optou pelo CIM NOROESTE

COMPARTILHAR