Educação: Câmara Municipal se coloca ao lados dos pais de alunos e decisão  final será do Prefeito João Rufino  em Mantena

Pais e responsáveis  pelos   alunos deram uma demonstração de superação, muitos trabalharam durante todo o dia e ainda tiveram forças para comparecerem  com cartazes na reunião dos vereadores  para reivindicarem o que acham  ser o melhor para os seus filhos.

Nesta segunda feira, (19/02), a Câmara Municipal  de Mantena   se posicionou  em apoio e  ao lado  dos pais e responsáveis dos alunos que foram matriculados em uma escola e foram transferidos  pela Secretaria Municipal de Educação alienatoriamente  que se manifestou  reiterando  uma  tentativa  de novas   metodologias de ensino com separação e convivência  de alunos na mesma faixa etária que  aparentemente  poderiam dar resultados,  porém,  em decisão  muito questionada pela população.  

Os vereadores  Marcelo Alves de Oliveira, João Correia da Silva, João Batista Rosa Campos, Maria das Graças Vaz , Jonair Gonçalves Ribeiro e Sargento Ricardo Adriano Firmino, através de uma indicação em conjunto ao Prefeito Municipal João Rufino  reconheceram  as necessidade  de retornar para a Escola Municipal Frei Inocêncio  os alunos transferidos para a Escola Municipal Petrina Pinto Pereira, principalmente os alunos moradores dos Bairros Alvorada, Frei Cézar e São Silvano, na idade escolar de quatro a nove anos de idade, bem como os alunos da Escola  Municipal Petrina Pinto Pereira, com faixa etária maior, que foram transferidos para a Escola Municipal Frei Inocêncio, retornarem para a Escola Municipal Petrina Pinto Pereira e solicitaram  o reconhecimento dos anseios da população destes bairros.

Com a indicação votada e aprovada pela Câmara Municipal de Mantena a decisão volta ao Poder Executivo e para as mãos do Prefeito João Rufino que terá  de  decidir em continuar apoiando a decisão  da  Secretaria Municipal de Educação  em  sua totalidade  ou atender aos pedidos do pais e responsáveis pelos alunos agora com a anuência e o apoio dos vereadores.  

Fotos: Grupo Contra a Mudança Escolar/Rede Sociais

 

COMPARTILHAR