Exclusivo: Evangelista se veste de mendigo  e tem experiência inédita em Colatina, ES

Sandro Costa é evangelista e pregador da Palavra de Deus e estava orando pela madrugada quando Deus colocou no seu coração para se vestir de mendigo e ir para o centro da cidade de Colatina, no Estado do Espírito Santo. Veja a experiência com Exclusividade do Jornalismo Mantena Online que traz “a notícia como ela é”.

Mesmo acostumado com quadras lotadas o Missionário Sandro Costa disse que jamais teve uma experiência tão forte e tão marcante

O evangelista que é muito requisitado para pregar a Palavra do Senhor e acostumado com  as emoções  do coração  diante  das  grandes plateias  e  das  inúmeras pessoas nas diversas igrejas pelas quais vem pregando  o evangelho de Deus  nas diversas cidades e   estados do Brasil, relatou  que a experiência foi única e que com certeza  tudo que aconteceu o fez sair mais  forte  melhorando  como ser humano e como servo de Deus,    uma emoção  que  nunca antes havia passado na vida, veja sua narrativa.

Ele ouviu a voz de Deus e se vestiu de mendigo e saiu a pregar a Palavra pelas ruas de Colatina, ES, Fotos: Divulgação Pessoal 

A preparação

No início achei que era coisa da minha cabeça, mas, o Senhor tornou a falar comigo, então imediatamente  fui no meu guarda roupa e peguei uma camisa e uma calça  rasguei e passei carvão, coloquei  uma faixa na minha cabeça e peguei um saco e coloquei algumas coisas dentro e esperei o amanhecer para realizar aquilo que Deus me mandou fazer.

Com medo

Amanheceu e me levantei, orei a Deus e me vestir, desci a pé e fui caminhando  pelas ruas  e muitos que me viam me olhavam  com espanto e eu não ligava porque tinha um foco. Fiz uma caminhada  de 20 minutos, atravessei a ponte de Colatina e fui na direção do centro da cidade e quanto mais perto do centro  eu ia chegando, mais  o meu coração batia  forte, pois, eu não sabia qual seria a reação das pessoas.

Quando terminei  de descer a ponte entrando no centro percebi que todos me olhavam de uma forma diferente, então, meu coração acelerou e  eu clamei dizendo  “Deus me guarda”, era um sábado  e fui para calçada principal  que estava lotada de gente,  eu respirei fundo e comecei a pregar a Palavra de Deus e em uma questão  de segundos  um senhor chegou até a mim e me disse para calar a boca  que eu estava envergonhando a igreja me xingando  de ladrão e maconheiro. Eu olhei para ele e não disse nada só continuei pregando, quando terminei fui entregando uns panfletos e muitos não quiseram pegar e  eu senti que por preconceito.

Uma moça chorou, uma pessoa pediu oração, a Palavra foi pregada para os moradores de rua, Deus foi louvado!

Uma moça chorou

Depois dessa primeira experiência fui ao Ponto de ônibus em frente à Matriz da cidade e ali comecei a pregar a Palavra novamente,  quando percebi que no meio da pregação uma moça de óculos disfarçadamente levantou  e enxugou as lágrimas  que caiam, foi quando eu senti Deus presente  me redobrando as forças , eu perdi o medo  e entreguei tudo que Ele me mandou e quando terminei fui aplaudido e a moça segurou na minha mão e me disse obrigado, naquele instante dei umas rajadas de língua misturada com fogo  e segui para outro ponto da cidade.

Uma mulher gritou pedindo oração

Este local marcou a minha vida e jamais vou esquecer  quando passava perto dos camelôs e uma mulher me gritou me pedindo “ore por mim”, ai foi só glória e pude também realizar a obra de Deus entregando o que Ele tinha para aquela vida naquele momento. 

Moradores de rua

Neste momento o Senhor me orientou para seguir até os moradores de rua, fiquei  de novo com muito receio , mas acreditei na Palavra do Todo Poderoso e fui … Quando cheguei ao local  fui surpreendido por uma atitude que jamais havia sentido, presenciado, visto, eles me receberam de uma forma generosa, eles não sabiam que  eu era um servo, um crente, e pensavam na certa que eu era mais um  para família.

Vi as pessoas com tão pouco provimento, tão carentes das coisas, tão sem nada, porém o pouco que eles tinham quiseram dividir comigo e  me ofereceram . Fiquei ali por quinze minutos e eu percebi que o amor ao próximo  quase não existe mais e me entristeci sobremaneira quando  via as pessoas fechando os vidros dos seus carros atitudes que me deixaram  pensativo e que  me cortaram por dentro.

O Evangelista Sandro Costa ouviu a voz de Deus e teve uma experiência única

A revelação

 Então eu me apresentei a eles, falei quem eu era e o que Deus me mandou fazer, eles ficaram boquiabertos e me pediram para pregar a Palavra  para eles  e comecei  a ser usado por Deus  que com grande mistério falou aos corações naquele momento , percebi que eles estavam assimilando tudo e não me interromperam  em nenhum instante, isso me chamou a atenção. Enquanto eu pregava a Palavra do Senhor  algumas pessoas que estavam por perto começaram a se aproximar , terminando de pregar   oramos e foi só benção de Deus.

A experiência

Essa experiência é muito melhor do que tudo, melhor que  um ginásio lotado porque   ali tem pessoas que verdadeiramente precisam de Deus e a  reverência deles me deixou de boca aberta , que Deus  abençoe  todas as vidas que estão lendo  o que aconteceu  comigo e o que Deus me permitiu viver intensamente , rogo para que  esse testemunho sirva pra encorajar mais irmãos,  que venham para fora e  que saiam de  quatro paredes  para realizarem o ide do Senhor nas diversas missões que Deus  lhes tem requerido  em  um  chamado especial. Vale a pena servir a Deus e fazer suas vontades. 

 Sandro Costa é evangelista,  seu contatos 👉027996336660

O evangelista Sandro Costa é casado com Pamela Costa

 

COMPARTILHAR