Família de médica desaparecida no ES afirma que ela foi vista na Bahia

Familiares receberam uma ligação, na noite deste domingo (8), informando que ela teria entrado num caminhão na BR-116.

Por Victoria Varejão e Daniela Carla, G1 ES

Família de médica desaparecida no ES afirma que ela foi vista na Bahia

Família de médica desaparecida no ES afirma que ela foi vista na Bahia

A família da médica Jaqueline Colodetti, desaparecida desde a última terça-feira (3), no Espírito Santo, foi informada de que ela pegou carona com um caminhoneiro até Poções, na Bahia, no sábado (7). A cidade fica a cerca de 830 km de Vitória.

Familiares receberam uma ligação, na noite deste domingo (8), informando que ela teria entrado num caminhão na BR-116, em Planalto, na Bahia.

“Ontem, às 23h, um dos números que estão sendo divulgados recebeu uma ligação de um caminhoneiro, falando que ele tinha acabado de parar para descansar e recebeu a foto dela no celular. Assim que ele recebeu, ele identificou e ligou para a família para informar que tinha dado uma carona”, disse a sobrinha da médica, Elizabetta Colodetti.

Segundo ela, o caminhoneiro contou que a médica estava confusa, sem saber para onde queria ir. “Ela estava sem saber para onde queria ir, só queria seguir para frente. Ele falou que a levou para a próxima cidade, não foi na BR”, contou a sobrinha.

O delegado José Lopes, que coordena a investigação, disse que as polícias Militar, Civil e Rodoviária Federal dos estados de Minas Gerais e Bahia foram acionadas e já estão ajudando na procura da médica.

Na última sexta-feira (6), o Corpo de Bombeiros começou a fazer buscas em outros estados, porque a família já acreditava que ela poderia ter saído de carona.

Familiares já viajaram para a Bahia, para percorrer a região em busca de Jaqueline. “Alguns parentes estão indo de carro para a Bahia, outros de avião. Tudo na tentativa de não deixá-la seguir e encontrá-la em Poções ou na cidade mais próxima que ela possa ter conseguido chegar”, falou Elizabetta.

Desaparecimento

A médica saiu de casa, em Campo Grande, Cariacica, na Grande Vitória, às 8h30 de terça-feira. Imagens de segurança da garagem do prédio onde ela mora mostram a cardiologista saindo para trabalhar.

A família começou as buscas e encontrou o carro da médica fechado, com todos os pertences dentro, em uma estrada próximo à ponte do Rio Jucu, entre Viana e Domingos Martins.

Moradores de um sítio da região viram a médica dentro do carro estacionado. Dois moradores contaram que ela ficou parada dentro do carro por cerca de duas horas.

Ajuda

Jaqueline tem três filhos, é loira, magra, tem, aproximadamente, 1,7m de altura, cabelos loiros e olhos castanho claros. A família pede que quem tiver informações sobre o paradeiro dela entre em contato imediatamente pelos telefones (27) 98802-6205, (27) 99989-3396 ou (27) 99909-1524.

COMPARTILHAR