Imagem: Professor dá “exemplo de amor à pátria”  e se prepara para apoiar o Brasil na Copa do Mundo

Uma imagem mostrou o amor ao esporte e pelo futebol em Mantena nesta semana. Em meio ao descredito e falta de esperança em um futuro  político e social melhor para o Brasil pela população de uma forma em geral, o Professor Geraldo Mendes, que comemorou  40 anos de vida pública neste mês de maio, abre o seu coração para receber os jogos da Copa do Mundo da Rússia e torcer como nunca pelo  hexacampeonato do Brasil. 

Professor Geraldo Mendes viveu intensamente por 40 anos no esporte e mesmo diante da crise brasileira abriu o seu coração para o Brasil na Copa do Mundo na Rússia que se inicia em menos de 20 dias – Foto: Marcelo Uzai/Redes Sociais

Nas últimas duas semanas que antecedem a Copa do Mundo na Rússia quase não se nota os preparativos  dos mantenenses, sem  qualquer empolgação muito pelo transtorno político e a roubalheira no pais, as emoções estão frustadas e a esperança  bateu em retirada, infelizmente, os preparativos   não são mais como antigamente em que a cidade se preparava enfeitando as ruas, árvores, escolas, comércio e a população se  vestia verde e amarelo. 

No último  dia 09 de maio, o eterno  Professor de Educação Física  Geraldo Mendes que  completou  40 anos  de atividades na vida pública, ao  tomar a iniciativa  de blindar (saudar)  a chegada da Copa do Mundo  pintando  sua residência com a bandeira e as cores do Brasil mostrou seu  “amor à pátria” , que venha o hexa-campeonato. 

Muito  que  comemorar 

Toda trajetória vencedora de muitas emoções começou em  1978 no Colégio Sagrado Coração em Vitória, no Espírito Santo. Em Mantena, Professor Geraldo Mendes  trabalhou na Escola Municipal Antônio Carlos, Escola Estadual Prefeito Fernandes Filho , Escola Estadual Professora Zilda Pinheiro da Silva quando trabalhou  durante todo este tempo com cerca de 15 mil alunos “Soubemos receber as derrotas com humildade, mas fomos agraciados com centenas de vitorias, fruto de trabalho ajuda e dedicação, agradeço á Deus, meus pais Maria da Penha Mendes e Dr. Galvão de Araújo, ao meu eterno Professor Orlando Cabral a sua esposa Marli pelo incentivo em inicio de carreira,  a professora Neuza Jabur pelo companheirismo,  os meus motivos de luta meus filhos  são Rafaela, Gardênia, Yarlo, Ysla e yann,  minha esposa Danielle  pelo amor e pela paciência, por fim a todos os meus colegas de profissão professores e professoras, serventes, inspetores, coordenadoras, pedagogas e serviçais,  obrigado Senhor por tudo”, finalizando.

Vejam os jogos do Brasil na Copa do Mundo da Russia 2018.

 

COMPARTILHAR