MP Eleitoral faz recomendações e orienta mídias sobre procedimentos permitidos em Mantena

O Promotor Dr. Paulo Elias  Severgnini Mendes Júnior  informou que  “prefere atuar preventivamente , contribuindo para que se evitem os atos viciosos das eleições” reafirmando que as recomendações são “instrumentos de orientação  que visa antecipar-se ao cometimento do ilícito” e evitar  a imposição de sanções, muitas vezes graves e com repercussão importantes na candidatura. 

Ministério Público Eleitoral em Mantena – Foto: Rogério Augusto

Continua depois da publicidade

Através de  ofícios direcionado ao Site Mantena Online, o  Promotor Eleitoral  da 169ª  Zona Eleitoral, Dr. Paulo Elias  Severgnini Mendes Júnior, recomendou  aos órgãos de imprensa (rádio, TV, jornais e revistas) com circulação nesta  Zona Eleitoral da Comarca de Mantena, dentre outros,  que se abstenham  de fazer propaganda eleitoral de pré candidatos, de pesquisas fraudulentas  e divulgação de enquetes   antes de 16 de agosto, sob pena ou para evitar a imposição de sanções, muitas vezes graves e com repercussão  importantes na candidatura. 

Com direcionamento ao Jornalismo Mantena Online, o Ministério Público recomendou:

  1. Que, no editorial e no noticiário, se abstenha de fazer propaganda eleitoral  de pré candidatos, candidatos, partidos ou coligações, limitando-se à manifestação do pensamento político, que pode incluir a divulgação de pré-candidaturas, de qualidades pessoais e profissionais de pretensos concorrentes e de ações por eles empreendidas e a empreender;
  2. Que abstenha da veículação, antes de 16 de Agosto, de qualquer matéria paga (por pré-candidatos, partido ou terceiros, ou mesmo suportada pelo próprio Jornal), que contenha a divulgação da pré-candidatura, das qualidades pessoais e profissionais do pré-candidato ou das ações por ele empreendidas ou a empreender, com ou sem pedido de voto:
  3. Que todos os seus articulistas, redatores e colaboradores sejam cientificados a também adotarem tais cautelas. 

 

COMPARTILHAR