Pais de alunos não aceitam mudanças planejadas pela Secretaria de Educação em Mantena

O Jornalismo Mantena Online continua acompanhando a queda de braço que envolve muito mais do que a dita “politicagem”,  e sim o direito das crianças em estudarem e a obrigação do Município conforme a Lei nº 8.069 de 13 de Julho de 1990, que dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente  que diz  ser obrigatório o acesso à escola pública e gratuita próxima de sua residência e em Parágrafo único assegurando o  direito dos pais ou responsáveis ter ciência do processo pedagógico, bem como participar da definição das propostas educacionais.

A mídia da Prefeitura Municipal reage tentando solucionar o problema e tentar convencimento pelas Redes Sociais, porém,  os pais entenderam as postagens como ofensivas, segundo eles quem conhece e sabe dos problemas e necessidades  de seus filhos são eles, que não adiantava a tentativa de convencimento  reagindo com uma enquete  no Grupo Boca do Trombone   com  votação livre  para que  a população  pudesse dar sua opinião se concordava ou não com a troca de escola proposta pela Secretária de Educação, até as 18 horas deste domingo  a  resposta do NÃO  vencia como maioria absoluta.

A situação vai se complicando porque as aulas terão inicio   e  os pais ameaçam até em retirar os filhos da escola se não forem atendidos e mantiveram a convocação para estarem participando da reunião da Câmara Municipal nesta segunda feira, (19), a partir das 18 horas  na Sede da ASSOLESTE em Mantena.

Veja mais 

Prefeito João Rufino se omite, não aceita convite dos pais e não participa de reunião na Praça de Vila Nova em Mantena

 

 

COMPARTILHAR