Tubarão ataca e mata brasileiro em Cape Cod, MA

CLASSIFICADOS MANTENA ONLINE – ANUNCIOU/VENDEU

O nadador brasileiro e capixaba, Arthur Medici, de 26 anos, morreu após ser mordido por um tubarão na praia de Wellfleet, Massachuestts.  De acordo com as autoridades, foi o primeiro ataque fatal de tubarão do estado em mais de 80 anos. O incidente ocorreu no neste sábado, perto de Newcomb Hollow Beach em Cape Cod. A última fatalidade de ataques de tubarões em Massachusets, de acordo com o tenente da polícia local, Michael Hurley, ocorreu em 1936.

 

Continua depois da publicidade

Brazilian Times Newspaper

O escritório do Procurador Distrital de Cape Cod e a Polícia do Estado de Massachusetts estão investigando a fatalidade, disse Hurley.

O chefe dos guardas florestais do ‘Cape Cod National Seashore’, Leslie Reynolds, disse que, os guardas florestais e a polícia de Wellfleet realizaram CPR na vítima na praia após a mordida.

Ele foi transportado para o Hospital de Cape Cod por meio de ambulância, de acordo com o Serviço de Parques Nacionais de Cape Cod. A agência diz que o ataque aconteceu a 300 metros ao sul da praia.

Vários tubarões terem sido vistos na área nos últimos meses

Continua depois da publicidade

Uma testemunha do ataque disse ao Providence Journal que ele viu “uma gigantesca erupção de água, algo em tordo de 15 pés de largura. Eu vi uma cauda e muita surra”. Ele chamou o incidente de seu “pior pesadelo”.

O incidente de sábado foi o segundo ataque de tubarão em Cape Cod neste verão, apesar de vários tubarões terem sido vistos na área nos últimos meses.

Em agosto, um homem foi mordido por um tubarão em Long Nook Beach. O nadador William Lytton, de Scarsdale, N.Y., estava a 45 metros da costa quando foi mordido, tornando-se a primeira pessoa a ser atacada por um tubarão em águas de Massachusetts desde 2012, segundo as autoridades.

Lytton foi levado de helicóptero para o Tufts Medical Center em Boston, onde foi tratado por feridas profundas no torso e na perna.

Em Newcomb Hollow Beach, local do incidente deste sábado, freqüentadores da praia são recebidos por uma placa alertando-os para “Seja inteligente do Shark”, segundo uma afiliada Associated Press.

A placa aconselha a evitar nadar perto de focas, nadar perto da costa em águas profundas e nadar ou surfar em grupos.

O BT tentou entrar em contato com os pais de Arthur, Itamar e Denise, sem exito.

Marcello Malcher

COMPARTILHAR