Vereador que foi eleito fazendo promessas para os servidores municipais  se cala em Mantena

Com certeza o silêncio do vereador  Genivaldo Assis (PPS)   tem sido observado pelos servidores municipais que  lhe deram uma votação expressiva  baseado nas promessas de campanha,  principalmente a de  colocar em votação o Plano de Cargos e Salários dos servidores municipais.

Um ano e quatro meses após ter sido eleito com votação expressiva o vereador Genivaldo Assis (PPS) ainda não apresentou o Plano de Cargos e Salários  dos servidores./ Foto: Rogério Augusto 

Ele foi eleito  vereador   obtendo expressivos  670 votos, com 4,41% de percentual  na contagem geral  ficando como o segundo vereador mais votado   tendo  como  base eleitoral os servidores  do Município   defendendo com unha e dentes  o   IMP – Instituto Municipal de Previdência  ou  prometendo  a solução   sobre  os sonhos dos funcionários  em   estabelecer  se eleito  um novo     Plano   de Cargos e Salários para os servidores municipais, porém, conforme um servidor municipal que  lhe deu o voto  e que já se  mostrou  arrependido  “ ele  já devia ter iniciado os estudos para estabelecer  um novo   Plano de Cargos e Salários”.

Com certeza o silêncio do vereador  Genivaldo Assis  tem sido observado pelos servidores municipais que  lhe deram uma votação expressiva  baseado nas promessas, principalmente a de  colocar em votação o Plano de Cargos e Salários dos servidores municipais,  que se encontra  totalmente  defasado e tem prazo estabelecido para ser  lançado e consequentemente   para ser  estudado  pelo  Prefeito e enviado para  aprovação  na  Câmara  Municipal de Mantena.

Na verdade  daqui a pouco o prazo para  que  seja aprovado uma nova Lei  para Plano de cargos e salários já vai estar acabando e se o vereador continuar em silêncio  com certeza  os servidores  vão  ficar mais quatro anos   com a defasagem  nos salários, conforme análise  deste mesmo servidor   “mesmo que ele não conseguisse uma aprovação deveria entrar  requerendo os estudos  ou  fazendo algo efetivo para os servidores”, finalizando.  

COMPARTILHAR