Operação contra o tráfico de armas prende agentes e policiais no ES

0
161

Dez pessoas foram presas, nesta segunda-feira (29). Ao todo, serão cumpridos 24 mandados de prisão.

 Do G1 ES *

Dez pessoas foram presas na manhã desta segunda-feira (29), quando foi desencadeada a Operação Arsenal II, no Espírito Santo. Os detidos são oito agentes penitenciários e dois policiais civis aposentados, acusados de participarem de uma organização criminosa que atua com tráfico internacional de armas de fogo. A ação foi desencadeada pelas polícias Federal e Civil. Ao todo estão sendo cumpridos 24 mandados de prisão e 24 mandados de busca e apreensão. As investigações começaram há sete meses.

As ordens judiciais foram expedidas pela 2ª Vara da Justiça Federal de Vitória. As investigações foram iniciadas pela Polícia Civil e possibilitaram a prisão em flagrante de pessoas com aproximadamente 20 armas de fogo e muitas munições. Com a prisão, foi constatada a atuação internacional da Organização, fato que levou a investigação à Polícia Federal.

A partir de então houve atuação conjunta e coordenada das forças policiais e do Ministério Público Federal. A Organização Criminosa tinha como líderes Agentes Penitenciários que viajavam para a cidade de Foz do Iguaçu, no Paraná, e, de lá, adquiriam armas no Paraguai de onde eram transportadas até o Espírito Santo, para alimentar uma rede de comércio ilegal de armas munições.

A polícia acredita que a organização criminosa esteja atuando há cerca de dois anos e já tenha comercializado mais de 500 armas de fogo e incalculável quantidade de munições adquiridas noParaguai, com movimentação de aproximadamente R$ 4 milhões. Participaram da deflagração 160 Policiais Civis e 30 Policiais Federais.

* Com colaboração do Gazeta Online