Marido diz que usou espeto de churrasco para matar esposa em Colatina

0
148

Dona de casa Joana Luíza Dias, de 55 anos, foi morta em Colatina. Em depoimento, suspeito disse que agiu em um momento de fúria.

Do G1 ES, com informações de A Gazeta *

O suspeito de matar a esposa em Colatina, no Noroeste do Espírito Santo, se entregou à polícia nesta segunda-feira (5), quatro dias após o crime. Em depoimento à Polícia Civil, Antonio Alves Cardoso, 65 anos, disse que matou Joana Luíza Dias com um espeto de churrasco e agiu em um momento de fúria. O preso foi levado para o Centro de Detenção Provisória de Colatina, onde aguardará decisão judicial.

A dona de casa Joana Luíza Dias, de 55 anos foi morta a facadas, na madrugada de quinta-feira (1), no bairro Alto Maria Ismênia. O marido já havia sido detido no fim da tarde de quarta-feira (31), quando ameaçou a esposa e o filho com um facão, mas foi solto horas depois. Antes de ser preso ele também ameaçou os policiais. Na ocasião, o suspeito prestou depoimento e foi liberado, porque ninguém havia oficializado uma queixa contra ele.

Marido se entrega no Espírito Santo e diz que usou espeto de churrasco em morte (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Marido se entrega e diz que usou espeto de
churrasco em morte (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Prisão
A delegada Jaciely Favoretti, da Delegacia da Mulher, disse que Antonio Alves Cardoso relatou que agiu em momento de fúria. “No dia anterior, num momento de família, houve um desentendimento. Era um quadro, uma caricatura que o filho dele havia colocado na porta e ele se sentiu um pouco ofendido. No dia seguinte, ele acordou e ouviu algumas coisas, e se sentiu um pouco ofendido por parte da Joana. Resolveu tirar satisfação e, no momento da raiva, desferiu três golpes contra ela”, informou.

Ainda segundo a delegada, Antonio confessou que matou a ex-esposa com um espeto de churrasco. Após o crime, ele ficou escondido em uma mata, mas foi orientado pelo advogado a se entregar.

* Com colaboração de Samira Ferreira, do Jornal A Gazeta.