Ausência de prefeitos na festa da Manga pode ser reflexo da votação da ASSOLESTE

0
135

Dos quatorze prefeitos associados apenas dois compareceram para prestigiar a Prefeita Aparecidinha de São João do Manteninha. Não tem como esconder que pode ser sim um reflexo dos últimos acontecimentos na ASSOLESTE.

De quatorze prefeitos somente dois compareceram para prestigiar a festa da prefeita Aparecidinha
De quatorze prefeitos somente dois compareceram para prestigiar a festa da prefeita Aparecidinha

A  11ª Festa da Manga de Divino das Palmeiras, realizada nos dias  (06,07 e 08/02) foi sucesso de público e agradou toda população do Leste Mineiro, pessoas de todas as cidades circunvizinhas compareceram para prestigiar a festa que já esta se tornando  tradicional na região,  mas,  parece que quem não prestigiou mesmo foram os prefeitos que  fazem parte da ASSOLESTE – Associação dos   Municípios  da Microrregião  do Leste de Minas,  com a presença de apenas dois prefeitos dos  quatorze que fazem parte da associação, compareceram apenas  o prefeito de Divino das Laranjeiras, Maicon Brito e o Presidente e Prefeito de Central de Minas, Genil Mata da Cruz.

Desde o dia 30 de Janeiro de 2015, quando aconteceu a Assembleia Geral Ordinária  convocada pelo  recém eleito presidente Genil Mata da Cruz, prefeito de Central de Minas, que teve como pauta do dia a permanência ou não do secretário executivo Jupiaci Ramalho, que praticamente trabalhou  desde a  fundação da ASSOLESTE , ocasião que os prefeitos mais uma vez se dividiram, já havia acontecido na votação para presidente,  o  clima ficou tenso entre os prefeitos que  com discursões acaloradas  proporcionaram um racha jamais visto na ASSOLESTE.

Nesta reunião, que terminou empatada em 6 votos,  ficou decidido pelo Presidente com voto de minerva que Jupiaci Ramalho deixaria a ASSOLESTE, fato contestado pelos prefeitos  que defendiam a permanência do Secretário Executivo. Com algumas situações que se apresentaram e   sem concordância de ideias alguns prefeitos não assinaram a ata da assembleia e devem recorrer  pedindo a invalidade da votação na justiça.

A troca das chaves antes mesmo de terminar a votação e a corrente no portão principal deixaram alguns prefeitos perplexos
A troca das chaves antes mesmo de terminar a votação e a corrente no portão principal deixaram alguns prefeitos perplexos

Um outro fato deixou alguns  prefeitos  e a população da região perplexos quando no mesmo dia da votação da permanência ou não do secretário executivo Jupiaci Ramalho no cargo, as chaves foram trocadas pelo presidente, que no termino do dia mandou passar um cadeado no portão principal , algo nunca visto e que fluiu negativamente diante da imprensa e dos próprios  prefeitos.  

Diante de todos os fatos esperava-se como de praxe e como sempre acontece a presença de mais prefeitos na 11ª Festa da Manga, mas, os prefeitos esperados não compareceram,  ausências que foram sentidas por quem sempre acompanhou as festas da região quando todos os prefeitos faziam questão de participar e apoiar ao colega. Perguntas então começaram a surgir no meio politico: Por que os prefeitos não apareceram  em massa para prestigiar a festa da Prefeita Aparecidinha ? Existe mesmo o racha dentro da ASSOLESTE?

Nos bastidores comenta-se que o atual presidente iria procurar todos os outros prefeitos pedindo  para que permaneçam na associação, uma situação delicada, mas, já se sabe que nem todos  vão permanecer  podendo de alguma forma abalar as futuras reivindicações  que beneficiam a região, pois,  quanto mais a participação e a união dos prefeitos mais a entidade sai fortalecida, quanto menor, mais fraca e menos fortalecida.