Falta de atendimento em Policlínica deixa moradores de Central de Minas revoltados com a administração municipal

0
155

A população de Central de Minas  que precisa do  atendimento da Policlínica que funciona na UBS – Dr. Vanderlei Vale,   para conseguir exames,  encontrou  um aviso  na porta de que somente serão atendidos na próxima  segunda feira, (02/02), apesar de que alguns  já estarem agendados anteriormente pelos próprios funcionários para atendimento nesta sexta feira,  muitos não sabiam do fechamento    e vieram da zona rural voltando sem os exames marcados. 

A população quando chegou na Policlínica  encontraram as portas fechadas com  com este aviso de novo dia para atendimento
A população quando chegou na Policlínica encontrou  as portas fechadas com  um aviso de um  novo dia para atendimento

Para algumas pessoas que estavam necessitados de atendimento  encontrar  a Policlínica fechada  é uma falta de  planejamento e falta de consideração do governo municipal  com os pacientes que dependem dos exames já que a saúde não pode esperar, na verdade a situação surpreendeu a todos que esperavam atendimento nessa sexta feira, (27/02), a partir das 13 horas.

Muitos compareceram ao local e ficaram indignados com a forma de descaso com que a população vem sendo tratada
Muitos compareceram ao local e ficaram indignados com a forma de descaso com que a população vem sendo tratada

“Um pessoa que não se identificou com medo de represálias,  disse que a ação da Secretaria Municipal de Saúde  foi de descaso já que  esteve com sua mãe na quarta feira para marcar os exames e os funcionários agendaram para voltar nesta sexta feira depois das 13 horas”.  

Outro morador da zona rural  também  esteve na Policlínica nesta sexta feira, por volta das   11:hs40min e também foi agendado para  voltar as 13hs. Diante dos acontecimentos  muita gente que necessitava dos exames  voltou para casa. Segundo a imprensa local a  maioria não quis sair em fotos com medo de represália “ Funcionários sabiam-se da festa da cidade, porque isso não foi programado com antecedência para evitar transtornos? Então pergunto; temos ou não o direito de reclamar?”,  ficou a pergunta da população no ar.

Fonte: Seguidores de Central de Minas (Rede Social Facebook)