Maior tirolesa do mundo pode acontecer em Cuparaque

0
226

Cuparaque uma cidade no interior de Minas Gerais, vai entrar no mapa e fazer história no mundo das atividades de aventura. Com um projeto inovador e simplesmente ousado, o projeto é a maior tirolesa do mundo, com seus incríveis 2.560 metros superando todas as tirolesas projetadas no Brasil e no mundo.

 

é a maior tirolesa do mundo, com seus incríveis 2.560 metros superando todas as tirolesas projetadas no Brasil e no mundo.
Será  a maior tirolesa do mundo, com seus incríveis 2.560 metros superando todas as tirolesas projetadas no Brasil e no mundo.

A Tirolesa já esta com o projeto pronto e em andamento, pois um projeto como esse requer tempo, pois as questões logísticas são na mesma medida. A empresa Guia Vertical responsável pelo projeto já realizou todo levantamento técnico para que esse projeto seja um sucesso. O cabo que será usado já esta sendo confeccionado pois o mesmo vai levar 7 meses para ser fabricado, “Um cabo único e sem emendas” diz Maycon André Grilo coordenador de projetos da empresa. 

A tirolesa poderá quebrar vários recordes um deles é a mais alta, pois terá no seu ponto mais alto 498 metros de altura, outro é o de velocidade podendo chegar a 160 km, somente depois dos cabos esticados poderão ser avaliados esses quesitos.

O projeto sem sombra de dúvidas será único nesse segmento, mais antes de tudo se concretizar estão sendo tomadas todas as medidas de segurança dentro de  suas normas existentes, vários profissionais estão envolvidos como, engenheiro mecânico, engenheiro civil, arquitetos e fornecedores de materiais, onde os mesmo estão dispostos em desenvolver materiais e equipamentos específicos para a Tirolesa de Cuparaque.

A Globo Minas esteve em Cuparaque,  para fazer uma matéria sobre “Montanhas de Minas”. Na reportagem foi apresentado o ousado projeto de construção da maior tirolesa do mundo, previsto para Cuparaque como o maior projeto turístico da região, projeto que trará benefícios para todos os moradores e também para a região, pois com os turistas o comércio local terá um crescimento da ordem de 35%.

“Vamos usar nossas montanhas para trazer dinheiro para a cidade sem cortar árvores e sem tirar nenhum pedaço delas”, diz Wanderlei Faustino idealizador do projeto.

Fonte: Guia Vertical