Empresa acusada de propaganda enganosa e fraude faz acordos para evitar condenação em Mantena

0
88

Uma empresa acusada de propaganda enganosa  e fraude contra consumidores em Mantena faz acordos para evitar possível condenação. A empresa chegou em Mantena  com promessa de várias vantagens a quem se propusesse a trabalhar em parceria com a mesma mas ao final o caso se mostrou não tão vantajoso assim.

388381485_DSC_8232

 Há cerca de um ano, representantes da empresa que trabalha no ramo de lingerie, estiveram em nossa cidade anunciando pelas ruas, pelas rádios e também por meio de panfletos uma vantajosa oferta de parceria com quem fosse interessado.

A promessa era de que os interessados receberiam treinamento de técnicas de corte, montagem e colocação de elásticos em lingerie. Segundo a empresa, o curso permitiria que qualquer pessoa se tornasse um profissional habilitado para começar a trabalhar no ramo.

No local do curso foi cobrada uma alta taxa de inscrição que não havia sido divulgada juntamente com a proposta de treinamento e parceria.

Durante o curso, todos os presentes apenas ficaram assistindo o representante da empesa montar as peças, utilizando material próprio e passando algumas poucas instruções.

Ao final do curso ainda foi informado aos presentes que os mesmos poderiam adquirir todo o material necessário para a confecção das peças com a própria empresa a “preços baixíssimos”. Esta, outra informação ocultada pela empresa.

Inconformados com a situação vexatória a qual tiveram que suportar, algumas pessoas procuraram ajuda junto ao Poder Judiciário para reaver os prejuízos materiais e morais que tiveram que suportar.

Em audiências realizadas no mês de abril, três desses consumidores que se socorreram ao judiciário obtiveram êxito, tendo a empresa acusada de propaganda enganosa e fraude contra os consumidores, prevendo uma condenação, proposto um acordo para por fim aos processos, acordo esse aceito pelos mesmos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui