Governo Federal libera segunda parcela e obras do Bairro Boa Esperança terão continuidade em Mantena

0
103

A boa notícia para população mantenense e principalmente para os moradores do Bairro Boa Esperança é que o Governo Federal, através do Ministério da Integração Nacional, liberou a segunda parcela  do convênio firmado  com Mantena no valor de R$ 465 mil reais e as obras serão reiniciadas ainda no mês de junho.

Dr. Wanderson Coelho tem feito um governo transparente, honesto  e respeitador não mediu força na mídia e nem tentou frear a mentira da oposição, mais uma vez tendo a calma para esperar  a confirmação e o momento atual , ou seja,  foi liberada   a  segunda parcela  no valor de R$ 465.102,66 com contrapartida de R$ 18.171,38 (assim que a segunda for concluída e aprovada)  ainda teremos uma última parcela  no valor de R$ 323.218,63, com contrapartida de R$ 12.628,02.
Dr. Wanderson Coelho tem feito um governo transparente, honesto e respeitador, não mediu força na mídia e nem tentou frear a mentira da oposição, mais uma vez tendo a calma para esperar a confirmação e o momento atual , ou seja, foi liberada a segunda parcela no valor de R$ 465.102,66 com contrapartida de R$ 18.171,38 (assim que a segunda for concluída e aprovada) ainda teremos uma última parcela no valor de R$ 323.218,63, com contrapartida de R$ 12.628,02.

 

Não adiantou a oposição criar tumultos e tentar  induzir e  tirar proveito da falta de informação de algumas pessoas mais simples   que moram no bairro e são  menos esclarecidos, todos eles, oposição,   sabiam que a obra  do Bairro Boa Esperança é  um convênio  realizado  pelo Governo Federal  e que seguem rígidas normas de execução e liberação dos recursos, e também que o convênio do Bairro Boa Esperança,  não foi uma farsa armada somente para tirar votos dos eleitores como foi realizado pelo gestor anterior,  o convênio existe, é sério e foi  firmado entre Mantena e o Ministério da Integração Nacional no  valor de R$ 1,5 milhão, com contrapartida do município no valor de R$ 58.604,40.

Também vale informar que as obras do bairro estavam paradas, não por culpa da administração municipal, e nem do prefeito,   pois,  segundo o  convênio  a obra deverá ser executada em três etapas, e o recebimento do valor correspondente a cada uma delas será feito assim que concluída e aprovada a etapa anterior. Sendo assim, a primeira parcela, já liberada, foi no valor de R$ 745.878,36, com contrapartida do município de R$ 27.805,00 e já foi realizada.

Mesmo durante a paralisação das obras esperando a segunda parcela a administração municipal não deixou de cuidar do bairro e inúmeras vezes as maquinas e caminhões fizeram a limpeza tirando o barro e a lama
Mesmo durante a paralisação das obras esperando a segunda parcela do convênio  a administração municipal não deixou de cuidar do bairro e inúmeras vezes as maquinas e caminhões fizeram a limpeza tirando o barro e a lama

Depois de realizada a primeira etapa a firma vencedora da licitação e a administração prestou conta das realizações e engenheiros do Ministério da Integração Nacional vieram até o Município e confirmaram as ações. Tudo certo ficou faltando então a segunda parcela para continuação das obras e devido a entraves políticos no Governo Federal a segunda parcela atrasou e com isso as chuvas vieram fortes danificando um pouco das obras que já estavam realizadas tudo isso evidenciado pela administração municipal e comunicado ao Ministério da Integração Nacional.

Porém, como o Prefeito  Dr. Wanderson Coelho tem feito um governo transparente, honesto  e respeitador, não mediu força na mídia e nem tentou frear a mentira da oposição, mais uma vez tendo a calma para esperar  a confirmação e o momento atual , ou seja,  foi liberada   a  segunda parcela  no valor de R$ 465.102,66 com contrapartida de R$ 18.171,38 (assim que a segunda for concluída e aprovada)  ainda teremos uma última parcela  no valor de R$ 323.218,63, com contrapartida de R$ 12.628,02.

A empresa responsável pela realização da obra executou a primeira etapa aplicando corretamente os recursos desta primeira parcela. Em atendimento a solicitação da Administração Municipal, o Ministério da Integração Nacional enviou à Mantena um engenheiro para atestar a execução e conclusão desta primeira etapa, que previa a execução de redes de drenagem pluvial de diâmetro de 1.000 mm, regularização de lei e aplicação de meio fio. Segundo a vistoria realizada pelo representante do próprio Ministério, ficou comprovado que os serviços executados estão de total acordo com o projeto, e que o município também realizou a total prestação de contas dos recursos recebidos nesta primeira parcela.

Sabe-se, também, que passamos por   um período de chuvas e que os transtornos causados pela última chuva são normais a qualquer obra que envolva, principalmente, com movimentação e corte de terra. Com a execução da segunda etapa da obra, espera-se que algumas ruas do bairro já sejam asfaltadas, e que as demais recebam o mesmo benefício na liberação da terceira e última parcela.