MST invade fazenda de propriedade do prefeito de Central de Minas

0
134

Aproximadamente trezentas pessoas estavam  no local da invasão  que representava em torno de cem  famílias. Os invasores alegaram querer plantar na terra e disseram que o local é improdutivo. O prefeito cria na propriedade cerca de  2 mil  cabeças de gado de corte.

Tumiritinga- 05/07- Mais uma fazenda, no município de Tumiritinga foi invadida por membros do movimento dos Sem Terra ( MST).

A propriedade de aproximadamente 432 alqueires e que seria de propriedade do Sr. Genil Mata da Cruz, prefeito de Central de Minas, fica próximo à linha férrea.

Quando os militares chegaram ao local, foram recepcionados por  aproximadamente 08 (oito) pessoas impedindo a entrada de quem não fizesse parte do movimento, quando foi avistado uma bandeira hasteada em um mastro com o símbolo do MST

Os invasores alegaram querer plantar na terra e disseram que o local é improdutivo, sendo essa a razão da invasão, foi notado pelos militares, aproximadamente 300 (trezentas) pessoas no local da invasão, no que girava em torno de 100 (cem) famílias).

Apesar da quantidade de pessoas, não esboçaram nenhuma hostilidade com os militares apenas gritavam palavras de “ordem” do movimento.

O proprietário dialogava com os invasores, e durante a conversa os invasores prometeram não destruir nada na propriedade e nem fazerem qualquer tipo de contato na sede da fazenda.

Segundo o proprietário, o mesmo cria em torno de 2.000 (dois mil) cabeças de gado de corte. A fazenda fica a 7 km de Tumiritinga, e a sede  fica aproximadamente 6 (seis) km do local da invasão.

Os policiais orientaram o proprietário a procurar a Justiça para solicitar a reintegração de posse. Equipe Ten. Robson, Sgt Edmar Costa, Sgt José Dilson, Sd. Fernandes.

Fotos/fonte: Notícias no Leste