Ataques contra MST que invadiram a fazenda do Prefeito de Central de Minas foram intensos em Tumiritinga

0
380

Clima esquenta na fazenda invadida em Tumiringa, sem terra e suspeitos se enfrentam. Durante o desenrolar da ocorrência  foi detectado pelos policias que uma barraca estava com marcas de tiros. Foi encontrado varias caixas de foguetes intactos, uma lanterna e três mascaras respiratórias e 04 chapas de aço usadas como suportes para detonar os foguetes.

Veja mais>>>>>http://mantenaonline.com.br/mst-invade-fazenda-de-propriedade-do-prefeito-de-central-de-minas/

A Polícia Militar esteve no local onde constatou o ataque, recolheu as provas e fez um Boletim de Ocorrência
A Polícia Militar esteve no local onde constatou o ataque, recolheu as provas e fez um Boletim de Ocorrência

Tumiritinga, 11/07- Uma grande confusão foi gerada na cidade de Tumiritinga depois da invasão de uma fazenda que seria de propriedade do prefeito de Central de Minas. O local teria sido tomado por aproximadamente 300 famílias.

Ontem dia 10 a Polícia Militar foi acionada, e recebendo reforço dos militares de Conselheiro Pena, compareceram no local dos fatos e foi constatado, que onde segundo informações de moradores na madrugada, algumas  pessoas em veículos haviam disparados vários foguetes e arma de fogo em direção ao acampamento dos que haviam invadido a fazenda.

Segundo alguns destes invasores, por volta das 02 h da madrugada apareceram na estrada próxima ao acampamento 04 veículos, sendo 02 tratores, um carro semelhante um  veículo blazer preta, um carro cinza, e seus ocupantes efetuaram vários disparos com foguetes e armas de fogo em direção ao acampamento e que os veículos fizeram manobras de retorno por três vezes disparando contra o acampamento, 06 barracas teriam  sido danificadas pelo fogo e uma delas incendiou.

Os militares de Tumiritinga que haviam chegado mais cedo por volta das 03h00m relataram que encontraram um trator com pneu traseiro lado direito furado e agarrado em uma valeta beira linha, aproximadamente 3 km do local dos fatos, que segundo informações das testemunhas seria um dos tratores usados para cometer o ato contra o acampamento.

Também foram encontrados vários fogos detonados fixados em bases de papelão, jogado pela estrada e que dentro. No trator que estava danificado, foi encontrado varias caixas de foguetes intactos, uma lanterna e três mascaras respiratórias e 04 chapas de aço usadas como suportes para detonar os foguetes.

O trator estava com toda sua estrutura modificada, onde foi feito uma blindagem na cabine do motorista com chapas de aço. Durante o desenrolar da ocorrência  foi detectado pelos policias que uma barraca estava com marcas de tiros, porém não vimos o buraco de saída na parte de trás da barraca, o que causou dúvida quanto o ponto de partida dos disparos, não foi encontrado o trajeto percorrido pelos supostos autores dos disparos e possíveis locais onde passaram, porem não foi encontrado, nem tão pouco vestígios de projétil de arma de fogo deflagrado ou cartuchos.

Na sede da fazenda, segundo narra o Boletim de Ocorrência, foi encontrado um trator com semelhante proteção de chapas de ferro. Os tratores foram apreendidos.

O proprietário da fazenda não se encontrava presente, no local dos fatos, nem tampouco na referida fazenda. Os policiais fizeram intenso rastreamento para localizar os possíveis autores, porem sem êxito.

Equipe: Ten Robson Gomes, Sgt Diogo Thomas, Sgt José Dilson,Sd Marcelo Fernandes, Sd Domiciano e Sd Juniel Guedes.

Fonte/fotos: Site Notícias no Leste

IMG-20150710-WA0024 IMG-20150710-WA0023 IMG-20150710-WA0021 IMG-20150710-WA0020 IMG-20150710-WA0019 IMG-20150710-WA0018