Defesa Civil não dorme e continua atenta em monitoramento preventivo em Mantena

0
94

catsNos últimos dias, a Defesa Civil de Mantena tem intensificado o monitoramento e a atividade preventiva nas  áreas apontadas como as mais críticas da cidade. São vários pontos de risco distribuídos em vários locais do município. Nestes locais a atenção é redobrada por parte do COMDEC.

O coordenador da Defesa Civil Municipal, Emerson Alves, explicou que as ações são feitas de forma integrada por diversas secretarias municipais para garantir o atendimento à população. “Sem parceria é inviável fazer qualquer trabalho. Entre os meses de outubro a março  a atenção é redobrada porque é o período em que é esperada a maior quantidade de chuvas”, disse.

O coordenador informou que o monitoramento das chuvas é feito de diversas formas. Tanto pela previsão, através do radar meteorológico do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) e o Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastre Naturais (CEMADEN). Também existem os pluviômetros instalados em pontos estratégicos da cidade “O trabalho preventivo é fundamental para evitar qualquer desastre”, confirmando.

O COMDEC recomenda que, em caso de emergência ou algum problema com risco de queda de árvore ou desabamento, a população deve acionar a Defesa Civil. A população pode ajudar com informações através do Dique Denúncia pelos números: (33) 3241-1325 ou (33)8828-9741.

Chuvas e lixo, combinação perfeita para enchentes

As mudanças climáticas estão cada vez mais presentes em nosso dia a dia. Fortes chuvas, geadas e furacões são uma nova realidade do aquecimento global que assola o planeta. Todos esses fatos trazem prejuízos incalculáveis à humanidade e muitos deles podem ser evitados. Especialistas afirmam que as enchentes são a combinação perfeita da força da natureza com a negligência da sociedade. Sempre que se joga um papel no chão, uma xepa de cigarro, ou se utiliza da janela do carro como lixeira, moradores de áreas de risco acabam sofrendo com as enchentes.

Esse lixo jogado no chão vai para bueiros, rios e córregos, com muita chuva ele bloqueia água e faz com que as enchentes sejam cada vez mais normais. Outra prática muito comum na nossa cidade é se utilizar das margens de rios para jogar fora sofás, eletrodomésticos velhos e até mesmo geladeiras., de nada adianta fazer ações preventivas se a população não fizer a sua parte. As pessoas devem conservar drenagens, valas e canaletas sempre desobstruídas.

Nunca jogar lixo nas ruas, em encostas, córregos, margens de rios ou áreas verdes.  Lembrando que desde o papel de bala, xepas de cigarro e até móveis velhos são lixos.

DSC04215 DSC04233