Aeronave é encontrada submersa no Rio Doce, em Governador Valadares

0
197

Equipe técnica do SERIPA 3 vai analisar aeronave na quarta-feira (14). Avião foi encontrado por pescadores e ainda não foi removido.

Diego Souza

Do G1 Vales de Minas Gerais

Durante a tarde, os Bombeiros mergulharam no rio Doce para saber a real situação da aeronave (Foto: Diego Souza/G1)
Durante a tarde, os Bombeiros mergulharam no rio Doce para saber a real situação da aeronave (Foto: Diego Souza/G1)

Uma aeronave foi encontrada por pescadores no fim da tarde desta segunda-feira (12). Ela estava submersa no Rio Doce, em Governador Valadares. Nesta terça-feira (13), homens do Corpo de Bombeiros foram de barco até o local onde está o avião. Os militares descobriram que a aeronave está a cinco metros de profundidade e presa entre duas pedras.

“Vamos mergulhar durante a tarde e saber quais são as reais situações do avião no fundo do rio. Só então, após um relatório e autorização da SIPAER [Sistema de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos] vamos remover a aeronave”, afirmou o capitão dos bombeiros, Washington Goulart.

A área onde a aeronave está fica a 300 metros da ponte que liga o Centro da Valadares a Vila Isa. O avião foi encontrado na tarde de segunda por pescadores.

“Nesta segunda, por volta das 17 horas, eu estava descendo de barco com um amigo pelo rio e vimos a sombra de uma roda. Olhamos do outro lado e vimos outra roda, foi quando meu amigo disse que era o avião. Batemos o remo por cima dele e resolvemos que voltaríamos nesta terça de manhã, e assim fizemos”, disse o pescador Washington Luíz Nazareth.

Nesta terça, bombeiros de Valadares chegaram a afirmar que o avião encontrado pelos pescadores era o mesmo que havia caído no rio Doce, em 24 de fevereiro de 2011. Porém, o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) emitiu uma nota esclarecendo que “a ocorrência aeronáutica datada em 24 de fevereiro de 2011, no Rio Doce, e a aeronave que foi encontrada nesta terça-feira (13), na mesma região, são acidentes diferentes”.

Segundo a CENIPA, a investigação do acidente ocorrido em 24 de fevereiro de 2011 já foi concluída. “Na época, a aeronave ficou totalmente submersa, sendo encontrada e resgatada no dia 1º de setembro de 2012. Sobre a aeronave encontrada nesta terça-feira, investigadores do Terceiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA 3) irão ao local, na quarta-feira (14), coletar evidências para análise”, diz a nota.

Relembre o caso
Em 24 de fevereiro de 2011, um monomotor fez um pouso forçado no Rio Doce, segundo os bombeiros, por falha mecânica. O piloto, Rafael Ventura, de 24 anos, teria saído de Nanuque, no Vale do Mucuri, e seguia para Valadares num voo doméstico. Ele disse que o problema foi uma pane seca, ou seja, falta de combustível. A aeronave ficou totalmente submersa, mas o piloto saiu ileso.