Por falta de dinheiro, hospital em Montanha é fechado, no ES

0
142

Hospital fica em Vinhático, distrito do município de Montanha. Prefeitura disse que não foi informada formalmente e que vai negociar.

Do G1 ES, com informações da TV Gazeta

Sem título

O único hospital de Vinhático, um distrito de Montanha, no Norte do Espírito Santo, foi fechado por falta de verbas. Esse foi o argumento usado pela instituição que administra a unidade, a Obras Sociais de Vinhático. A prefeitura disse que não foi informada formalmente sobre o fechamento e que vai negociar para que o hospital retome os atendimentos.

Hospital de distrito foi fechado por falta de dinheiro (Foto: Reprodução/ TV Gazeta)
                                           Hospital de distrito foi fechado por falta de dinheiro
(Foto: Reprodução/ TV Gazeta)

Dentro da Casa Nossa Senhora de Saúde de Vinhático, nada mais funciona. “Infelizmente, com o dinheiro do SUS muito reduzido,  não há condições. A gente não tem condições de pagar R$ 40 mil com R$ 30 mil, que é o que a prefeitura repassa. Era a única verba que a entidade estava tendo no momento, e infelizmente a gente teve que fechar as portas”, explicou a presidente da instituição Obras Sociais de Vinhático, Maria José Fregonassi.

Até 2012, o hospital funcionava durante 24h. No local trabalhavam clínicos gerais, obstetras, pediatras, ginecologistas e cirurgiões. Em setembro deste ano, só restavam dois médicos e o atendimento era realizado apenas em três dias por semana, 12 horas por dia.

Se estivesse funcionando, o hospital atenderia uma média de 30 pessoas por dia. A média de nascimento de bebês era de três por dia.

População
Vinhático, distrito de Montanha, tem cerca de 1,8 mil habitantes. Agora, eles precisam se deslocar 15 quilômetros até a sede do município para terem acesso a um hospital.

Pessoas que vivem no distrito desde a infância reclamam do fechamento do hospital onde os filhos nasceram.

“Com o hospital fechado, como a gente vai fazer? Quando adoecer uma pessoa vamos ter que ir para Montanha, se der tempo. Se não der tempo, tem que ir para São Mateus. Então, não pode fechar um hospital desse”, disse o aposentado Manoel Pereira.

“Agora acabou tudo. Eu vou para Montanha [quando adoecer]. Ficou difícil para nós, para todo mundo aqui de Vinhático ficou difícil”, disse a dona de casa Nair Pereira.

A comunidade disse que pediu ajuda junto aos órgãos públicos. “Nós fizemos vários pedidos, inclusive ao presidente da Câmara, para tentar esclarecer a falta de recursos e ajuda, com o pessoal do Conselho de Saúde também, da Secretaria de Saúde”, contou o empresário Elenilson Souza Barros.

Governo
A secretária de Saúde Montanha, Viviane dos Santos, informou que o município repassou ao hospital neste ano R$ 34,5 mil para custeio e pagamento de funcionários.

A secretária disse que não foi informada formalmente sobre o fechamento do hospital, mas que vai negociar uma forma de retomar os atendimentos.

Para que a população não fique sem atendimento, o Posto de Saúde da Família do distrito está sendo estruturado para realizar atendimento de pronto-atendimento, para urgência e emergência. A partir da próxima semana, um médico vai realizar atendimento 24h.

A Secretaria de Estado da Saúde disse que o repasse para a unidade é feito com verba federal. De janeiro a agosto, o hospital recebeu quase R$ 60 mil. Foi informado, também, que apesar de o estado não ter um contrato com esses hospital, está à disposição para negociar novas formas de repasse.

* Com informações de Serli Santos, da TV Gazeta Norte.