Vereador solta foguetes comemorando obras perdidas em Mantena

0
227

Tão logo terminou a votação do Projeto de Lei onde  o prefeito Dr. Wanderson Coelho requeria  o apoio da Câmara Municipal  para fazer o calçamento e drenagem de diversas ruas em Mantena, onde a oposição foi contrária, o vereador Rodrigo Curty , ainda de terno,  e na frente da Câmara Municipal,  começou ele mesmo a soltar foguetes, gritando descompensado e comemorando a derrota do povo.

Vereador Rodrigo Curty
Vereador Rodrigo Curty

Soltar foguetes e comemorar… Não dá mesmo para entender o posicionamento político dos vereadores de oposição em Mantena, depois de derrotarem o povo de Mantena na Câmara Municipal, onde destruíram por mais alguns anos a esperança  dos  moradores das ruas   Tereza Casa Grande, Rua E, Rua A – Trecho 1 todas no Bairro Nicolini, Rua E no Bairro Bela Vista, Ruas I e G no Bairro Santos Prates II em ter qualidade de vida com  suas ruas  com calçamento e drenagem, infelizmente foi esta a ação  do vereador e contemplada por todos presentes.  Capitaneados pelo Vereador Rodrigo Curty,  que  de próprio punho passou a soltar foguetes na porta do legislativo,  Dr. Roberto Jorio, João da APAE  e Wanderson Branca de Neve marcaram os seus nomes negativamente no legislativo mantenense e com certeza, querendo ou não, futuramente  serão cobrados por suas ações.  

IMG_20151222_0001Agindo somente com “politicagem” o vereador Rodrigo Curty, na ânsia de derrubar o prefeito Dr. Wanderson Coelho,  vontade esta que começou logo no inicio do mandato quando ameaçou o prefeito  de que iria “comer o seu fígado”,  processo que ainda corre na justiça, o vereador mostrou no mínimo incoerência e  se perdeu completamente  quando  vemos que através de indicação 011/13 de 1º de fevereiro de 2013  requereu a pavimentação da Rua I, do Santos Prates II,   em razão dos transtornos causados por lama e barro que descem da citada rua e tomam toda a parte da Avenida Getúlio Vargas (que se encontra em declive) amontoando uma enorme quantidade de terra nas portas das residências. Curty ainda complementou dizendo que são muitas as intempéries que as chuvas causam em nosso Município, há sempre uma demanda pelos serviços de limpeza pública após esse período, para remoção dos volumosos, implicando sempre medias paliativas, finalizando requerendo do Poder Executivo “Contar com a vossa atenção e presteza, quando ao pleito evocado pela estimada comunidade, representada por este vereador”.

Rua como esta no Bairro Santos Prates II que traz um problema crônico para cidade, quando chove descarrega toda lama na rua abaixo, fato usado pela oposição que simbolicamente planta até bananeira no local, chegou a hora dos moradores observarem que são os vereadores que realmente querem o bem de Mantena
Rua I  no Bairro Santos Prates II, que traz um problema crônico para cidade, quando chove descarrega toda lama na rua abaixo, fato usado pela oposição que simbolicamente planta até bananeira no local, chegou a hora dos moradores observarem que são os vereadores que realmente querem o bem de Mantena e aqueles que querem fazer “politicagem” e não política na Câmara Municipal

ATAQUE A IMPRENSA

Na Tribuna  mais uma vez atacou o Jornalismo Mantena Online alicerçando o direito da imprensa livre ao requerer do Presidente da Casa  que não permitisse a atuação da mesma alegando que não existia credenciamento para fazer a cobertura dos trabalhos do Legislativo, algo que nunca foi requerido no legislativo mantenense,  evidenciando assim o medo de que sua ação fosse levada até o publico já que nenhuma rádio transmitia a reunião. 

O  jornalista Rogério Augusto  deixou uma resposta ao vereador  “Mais uma vez o vereador tenta nos atacar, já processamos ele uma vez no fórum da Comarca, onde foi  blindado pela imunidade,   quero reafirmar que não temos medo dele  e  se preciso iremos recorrer ao Judiciário novamente, sinto que foi uma agressão contra o trabalho da imprensa, a Câmara Municipal é um local público,  eu não estava dentro do Plenário, estava trabalhando na plateia,  atendi ao Presidente  para que a reunião prosseguisse  e decidi  por não fotografar, já que a partir de agora precisamos do credenciamento vamos fazê-lo  já que estamos trabalhando no  jornalismo em Mantena e região a muitos anos, somos registrados e temos credencial em carteira de Trabalho, espero que a atuação do vereador seja  igual para com todos  e que nos respeite”, disse.

 MANTENA TINHA CONDIÇÕES PARA O EMPRÉSTIMO

Em pronunciamento infeliz, o vereador  Rodrigo Curty  requereu que os vereadores votassem contra o Projeto de Lei, alegando para que não desse crédito a quem não tem crédito, e  que o Município estava completamente endividado, deixando de lado a analise técnica do BDMG, conclamando para que a analise política estaria nas mãos da Câmara de Mantena “Nós não podemos aprovar 800 mil reais para um irresponsável, a bancada de oposição sempre foi responsável pelo seu voto e nunca fugiu da raia” , ainda contestou a atuação da administração que mandou as fotos das ruas que seriam beneficiadas “Não adianta mandar fotos de ruas porque  Mantena tem mais que meia dúzia de ruas para serem calçadas e nós não acreditamos que será capaz de calça-las”, tirando o sonho dos moradores.

Vale salientar que o  vereador o papel do vereador é dar condições ao prefeito de trabalhar e fiscalizar suas obras,  se esqueceu  também  de que a Prefeitura Municipal  de Mantena  tem a capacidade de endividamento de até 17  milhões de reais, que os 800 mil reais que estava sendo requeridos tinha carência de um ano e que só depois seria pago em 5 anos.