Ataques de radialista se devem pela perda de contrato com a Prefeitura Municipal?

0
168

Quando o misto de radialista e empresário ataca sem precedentes a administração municipal e servidores, não é atoa, claro que para quem ama o dinheiro a situação da perda é dramática,  porém a população precisa saber que  a emissora Rádio 13 de Junho  recebia uma boa bolada   na gestão anterior,  conforme contratos da  Prefeitura e  da Câmara Municipal de Mantena.  Além deste fato, o Prefeito Dr. Wanderson Coelho,  resgatou a área em que estava a Rádio 13 de Junho, um terreno  que pertencia ao povo, uma perda de mais ou menos   3 milhões de reais.

Prefeitura de Mantena
A  não renovação dos belíssimos contratos com a Prefeitura de Mantena fizeram com que o misto de radialista e empresário tomasse a postura de atacar a todos descontroladamente,  na verdade  ele tentou fazer com o Prefeito Municipal,  Dr. Wanderson Coelho,  da mesma forma que fez com o Gestor passado, batendo sem dó e nem piedade, sem nexo, só que  dessa vez o golpe não colou e o prefeito não cedeu

Será que o dinheiro é a raiz de todo o mal?

“O amor ao dinheiro é raiz de toda sorte de coisas prejudiciais.” — 1 Timóteo 6:10.

“O amor ao dinheiro” — não o dinheiro em si — é o que causa “coisas prejudiciais”. Na Bíblia, o rico Rei Salomão identificou três coisas prejudiciais que muitas vezes podem acontecer com pessoas que amam o dinheiro. Ansiedade: “A fartura do rico não o deixa dormir.” (Eclesiastes 5:12) Frustração: “O mero amante da prata não se fartará de prata, nem o amante da opulência, da renda.” (Eclesiastes 5:10) Tentação para violar a lei: “Aquele que se precipita para enriquecer não ficará inocente.” — Provérbios 28:20.

com a Câmara e a
Perda também de dinheiro na Câmara Municipal de Mantena quando o Vereador e Presidente Eleito Marcelinho do Lico não renovou os contratos, por isso sofre uma pressão sem medidas no Legislativo de Mantena, o que a falta de um contrato não faz acontecer em Mantena

FISGADO PELO ANZOL NA ADMINISTRAÇÃO PASSADA

Como diz o ditado popular que “peixe a gente pega pela boca”, o  Jornalismo Mantena Online, de posse de todos os contratos assinados pela emissora Rádio 13 de Junho, na Prefeitura Municipal de Mantena, bem como na Câmara Municipal de Mantena,  contratos públicos que podem ser requeridos por qualquer cidadão, evidenciou sim que a emissora teve o privilégio  de trabalhar para administração anterior recebendo mensalmente muito bem, tendo nos contratos sempre    duas  clausulas interessantes que calou a imprensa falada no passado como: Executar os trabalhos objeto do presente contrato observando RIGOROSAMENTE  todas AS ORIENTAÇÕES DA SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO e  Dar  conhecimento à Contratante de informações de seu interesse, ou seja, pagava-se bem e recebia-se  melhor ainda  para  falar  somente o que era permitido  servindo de “garoto” de recado, ou de  “mensageiro” da fofoca.

Perda de contratos
Quanto o misto deixou de ganhar com a perda dos contratos e aditivos, somente nestes três que apresentamos foram cerca de 70 mil reais, o povo quer saber, quanto foi o total que recebeu da Câmara e da Prefeitura de Mantena? Quem assina pela 13 de Junho?

 Veja mais

>>>>>http://mantenaonline.com.br/novos-juizes-chegam-para-finalizar-julgamento-do-caso-compra-de-votos-em-mantena/

>>>>>http://mantenaonline.com.br/exclusivo-populacao-da-comarca-espera-sentenca-de-vereador-e-de-empresario-acusados-de-compra-de-votos-em-mantena/

DESÁFIO

Como o homem do monopólio gosta mesmo de desafios deixamos também um  para que ele responda nos seus programas diários.

O povo quer saber ? A Prefeitura Municipal na gestão anterior pagou o misto de radialista-corretor de imóveis e vereador? para ser o ícone do Café com o Prefeito. Será? Se foi ? Quanto o mesmo recebia?
O povo quer saber ? A Prefeitura Municipal na gestão anterior pagou o misto de radialista-corretor de imóveis e vereador? para ser o ícone do Café com o Prefeito. Será? Se foi ? Quanto o mesmo recebia?

O povo quer saber? Também vale ressaltar que existem informações que o misto de radialista-corretor de imóveis e vereador Rodrigo Curty  teria sido contratado pela Prefeitura Municipal para apresentar  o Programa Café com o Prefeito pela Rádio 13 de Junho. Será verdade? Além dos grandes contratos  com legislativo e o executivo na gestão passada o  Município também  pagou funcionário para trabalhar para Rádio 13 de Junho? Quanto ele recebia dos cofres públicos?

O povo quer saber? Quem assina pela Rádio 13 de Junho? Porque ?
O povo quer saber? Quem assina pela Rádio 13 de Junho? Porque ?

O povo quer saber  ? Perguntas que precisam de respostas, pois, são tantos contatos que não conseguimos  calcular o quanto realmente renderam para o misto de radialista e empresário, será que poderia falar para o povo quantos mil reais foram recebidos durante este tempo?  Outra pergunta que o povo quer saber é quem é o representante legal da Rádio 13 de Junho?

Em tempos

 O “jornalistazinho” como foi denominado pelo misto de radialista e empresário em seu programa deve estar incomodando bastante, na verdade o que vem sendo veiculo pelas emissoras e os programas “omite a verdade”, no caso que faz “um desafio” pedindo  para expor  um contrato, mais uma vez tentando enganar o povo, mostrando algo que é licito como se fosse  ilícito,  a dinâmica da vida e das oportunidades mostra que, quem estudou, e ou possuiu qualificações é mesmo melhor remunerado em detrimento de quem não frequentou os bancos escolares, porém estes não são motivos para menosprezar uma pessoa e nem tirar o mérito de seu trabalho, seja qual for, ridículo  é expor um trabalhador diário como o Sr. Manoel Jerônimo foi exposto, seu esforço, seu trabalho e o seu salário,  chegando ao cumulo de falar ao vivo que  o mesmo “ tem soado  quarenta cuecas por dia” na tentativa de jogar as pessoas, uma contra a outra e também de entrar na mente dos servidores municipais. O que o misto deveria ter dito é que de acordo com  a Lei aprovada  no município pela Câmara Municipal a gratificação de um  funcionário pode ser de até 100% e o VTE pode ser até de 300%, sendo que neste quesito  não vemos qualquer ilegalidade cometida pela administração municipal.