Branca de Neve lidera vereadores contra ex-prefeito Cláudio Batista em Mantena

0
267

O vereador Wanderson Branca de Neve foi quem encaminhou a votação e defendeu a rejeição das contas do ex-prefeito Cláudio Batista. Segundo informações o ex-prefeito pode recorrer já que ele não teve o direito de resposta e de se defender  na Tribuna  da Câmara Municipal, bem como a votação não  teve o quórum suficiente para decidir sobre o fato.

10492433_873760782680545_2529614341121208854_n - Cópia

Muita polêmica diante da negativa das  contas do ex-prefeito de Mantena, Claudio Batista (PT), referentes ao exercício 2007,  quando  foram negadas em reunião do  último  (30/03) pela Câmara Municipal de Mantena , porém, os fatos ainda ficaram em abertos, pois o ex-prefeito pode recorrer por dois motivos, sendo o primeiro porque não foi convocado para fazer sua defesa presencial junto a Tribuna da Câmara Municipal, uma norma que teria de ser atendida pela direção da Casa e também porque  somente oito vereadores se encontravam no recinto para votação, alguns advogados entendem que  as contas do ex-prefeito não poderiam ter sido votadas com apenas oito vereadores presentes,  não tendo portando o quórum necessário para decidir tal ação. A votação teve  o placar de 5×3 com  os  vereadores acompanhando  parecer dado pelo Tribunal de Contas-MG pela rejeição.

Os vereadores Marcelinho do Lico, João Correia e Gilberto da aposentadoria não votaram e segundo informações eles saíram do plenário antes da votação. Os vereadores Betinho e Antônio Inácio, votaram pela aprovação das contas de Cláudio, mas foram votos vencidos.

A informação de que o  Partido dos Trabalhadores estaria   dividido  em Mantena não foi confirmado pelo partido já que  a esposa do ex-prefeito Cláudio Batista,  Naina Batista  e a ex-vereadora Marinete Maria, ambas secretárias municipais,  fazem  parte da equipe do governo municipal, ao contrário o partido continua firme e coeso para suas futuras decisões.

Segundo outras informações quem estava  feliz com o fato foi o vereador Wanderson Branca de Neve, pois, foi  ele quem encaminhou a votação e defendeu a rejeição das contas de Cláudio Batista. “Fiz pedido para que acompanhássemos o parecer do Tribunal de Contas, liderei a votação”, disse Branca ao site  Gazeta do Norte.