Artigo: Próximo governo terá grandes desafios para cumprir promessas e desempenhar conquistas em Mantena

0
108

João Rufino foi eleito com quase 37% dos votos de Mantena, além de enfrentar uma oposição com 63% que votaram contra sua candidatura ainda terá de dar respostas ao IMP, aos professores e  ao Plano de Carreira dos  servidores municipais, além de ter de costurar  a nova Câmara Municipal.  

Por Vasconcellos

luiz-e-joao-1Situações que foram fundamentais   e que terão de ser  confirmadas no decorrer dos meses, porém que ajudaram sobremaneira para  a vitória  de João Rufino e Luís Garcia nas últimas eleições, podem nortear o próximo governo em Mantena, como as comentadas promessas de  cerca de 40% por cento de aumento para os professores da rede pública, o pagamento do débito do  IMP – Instituto Municipal de Previdência, que assustada com o crescimento da campanha de Dr. Wanderson Coelho   protocolou na Prefeitura Municipal  na sexta feira última antes das eleições uma nova  alíquota  de 24% de repasses, o Plano de Carreira dos funcionários que com certeza ira onerar sobremaneira a folha de pagamento, mas, que  foi amplamente defendida  pelo vereador eleito  Genivaldo Assis e a  confirmação ou não da  presidência da Câmara Municipal já que somente dois vereadores foram eleitos ao lado da chapa vencedora.  

Além de todos estes fatos e reivindicações que foram pedidos do povo ao prefeito eleito, que certamente vai onerar de uma maneira assustadora a folha de pagamento que já se encontra em dificuldades para pagamento pela diminuição dos repasses, o que vemos na política nacional é que os tempos de vacas magras vão continuar e os repasses que já haviam caídos podem cair ainda muito mais nos seis primeiros meses de 2017, uma situação atípica que terá de ser  digerida pelo próximo Prefeito Municipal.

Diante dos fatos ainda tem a composição do Executivo Municipal que terá de ser amplamente costurada  com o novo Legislativo que, diga-se de passagem,  tem eleitos  cinco vereadores que defenderam o atual Prefeito Dr. Wanderson Coelho, quatro vereadores eleitos por Gentil da Mata e apenas dois vereadores eleitos com João Rufino. Sabe-se que nenhum governo consegue estabelecer  100% sem a propriedade e a aceitação  e a participação e  apoio de uma  Câmara Municipal, outra situação que o próximo prefeito terá de enfrentar.

Diante dos fatos, João Rufino terá de ter jogo de cintura para conciliar tudo isso  o que não será muito fácil, além destas ações que terão de ser tomadas ainda tem as obras, o cuidado com a cidade e a procura de convênios no estado e no governo federal.

A população continua de olho e já se escuta algumas colocações sobre o secretariado que vai desempenhar papeis relevantes no próximo governo,  uma das secretarias de maior importância em termos de conquistas é  a Secretaria Municipal  de Planejamento, encarregada de trabalhar convênios e conquistas para o Município, Dr. Wanderson só conseguiu 17 milhões de obras e quase 3 milhões da reconstrução porque convocou um secretário  experiente  da região que já estava acostumado com o trabalho e desenvolveu rapidamente o seu serviço,  a escolha é muito difícil ,  quem não tiver  conhecimento do cargo e for colocado  sem experiência na pasta  pode demorar até três anos para conseguir dar frutos ao Município.

Outras secretárias também são fundamentais, porém com um trabalhos menos técnico,  como a Secretaria Municipal  da Fazenda, parece com indicação  quase certa e a ser confirmada do empresário Paulo Abílio,  um dos ícones de campanha  vitoriosa de João Rufino.