04 mortos, 14 feridos e 01 pessoa desaparecida na tragédia de Nicolândia em Resplendor-MG

0
122

Segundo o Major/PM – Ryan Gomes Figueiredo – Subcomandante do 6º Batalhão da PMMG,  com dados atualizados às 18 horas desta segunda feira, (21/11),  151 pessoas estão desalojadas, 127 desabrigados, 42 casas destruídas e  117 casas danificadas. Em Mantena a população  se uniu em solidariedade  e  quem  puder participar de alguma forma  pode fazer suas doações entregando  sua contribuição  ao  Sr. Luiz Paz  (HL Motosserra ) no centro da cidade.

Diversas casas do distrito foram atingidas e destruídas; quatro pessoas morreram e uma está desaparecida (Foto: Zana Ferreira/G1)
Diversas casas do distrito foram atingidas e destruídas; quatro pessoas morreram e uma está desaparecida (Foto: Zana Ferreira/G1)

Atingido  por uma tromba d’água na noite desta  sexta-feira próxima passada, (18/11),  o distrito de Nicolândia em Resplendor passa por momentos de tristezas e muita tensão  sendo confirmados  até o momento  quatro óbitos , perderam a vida: Hermindo Gomes,  Hildo Damasceno,  Roberto Carlos Rufino e Rita de Fátima, uma pessoa por nome Maria Soares Ferreira continua desaparecida.  Já não existe mais a preocupação com água potável   que foi solucionado com o restabelecimento do abastecimento nesta segunda feira.  

Mantena solidária

Para  quem tem condições e deseja participar desta ajuda aos irmãos de Nicolândia em Resplendor  estão sendo arrecadados doações de  produtos diversos  que devem ser  entregues no Posto de Coleta e Recolhimento improvisado na HL Motosserra  no centro de Mantena.

Eis os produtos que estão  sendo requisitados  com urgência:

Absorventes, Sabonetes, Detergentes, Sabão em pó, Rodos e vassouras, Bom Bril, Bucha de lavar louças, Copos, garfos e pratinhos, Escovas de dente, Travesseiros, Pó de café, Peças íntimas masculina e feminina ( muitooo ), Roupa infantil, Velas , Fósforos, Pães ,Biscoitos, Frutas em geral, Desodorante ,Edredom e Colchão.

Obs. Roupas para adultos  já não precisam mandar mais por enquanto.

Fonte: Defesa Civil/MG