Três mulheres que tiveram voto zero serão investigadas pelo MP eleitoral de Mantena

0
134

Embora candidatas, Leila Ferreira (PSDB), Fabiana Hipólito e Cinthia (ambas PRP), não tiveram nenhuma votação  nas eleições municipais, Margarete e  Cláudia Freitas (ambas PDT) tiveram apenas três votos, Selma Brum (PTC) e Silene (PP) tiveram cinco votos e Reni do Salgado (PSDB) apenas sete votos.  Ministério Público investiga as candidatas que talvez tenha  entrado somente para preencher legenda que é considerado crime eleitoral.

A   Justiça da Comarca de Mantena-MG,  abriu Procedimento Preparatório Eleitoral no último dia 15/12/2016, afim de apurar eventual fraude de mulheres da Coligação Competência. Trabalho e Reconstrução, que receberam voto zero nas últimas eleições municipais de Mantena. O  instauração requerida de diligência está em andamento.

A  noticia surpreendeu a muitos e  caiu como uma “bomba”, nos meios políticos de Mantena com  informações de que, se constatada a veracidade dos fatos, vereador eleito corre risco de perder vaga.

Três mulheres figuram na lista eleitoral que não obtiveram votos nas últimas eleições municipais, mas existem outras mulheres que receberam somente 03 votos, 05 votos, 07 votos e por ai vai. Se comprovada frauda, as candidatas podem ser processadas, pagará multa, entre outras sanções. A Câmara Municipal de Mantena é composta por 11 vereadores.

Na realidade o que esta sendo apurado segundo informações do Ministério Público Eleitoral, é uma fraude na composição da Coligação. As mulheres não foram eleitas e muito menos tem mandatos a perderem, se  condenadas quem poderá perder o Mandato são os eleitos da Coligação que possivelmente fraudou o coeficiente obrigatório de 30% de candidatas.

Fonte: Gazeta do Norte/ES