Governo João Rufino notifica moradores e ameaça aplicar multas e embargos em Mantena

0
224

O detalhe é que a população já havia acostumado com a administração dos três últimos prefeitos que não atuaram multando a população. A reclamação de alguns é que estão sendo pegos de surpresa sem nenhum aviso pela mídia da região, outros questionam a decisão do executivo mantenense em cobrar e executar os moradores.  

 

Sem olhar para a situação financeira e nem mesmo  amenizando um pouco pelas  enchentes que aconteceram neste último mês de dezembro/2016, quando a população teve  suas casas e as ruas da cidade inundada pelas águas,  causando  grandes transtornos, perdas  e constrangimento aos moradores, o  novo Governo Municipal de Mantena, através das secretarias de Obras e da Fazenda, começaram  seu trabalho  em Janeiro/2017 (menos de um mês das enchentes)  notificando a população nos casos de retirada de entulho, projeto arquitetônico, alvará de reforma e acréscimo, alvará de demolição, alvará de construção, alvará de habite-se, obra sem os equipamentos de segurança para o habite-se, sem alvará de funcionamento, projeto de loteamento, obra sem as respectivas documentação in loco, ocupação da obra sem o habite-se, obra em desacordo com o projeto aprovado e ocupação da via pública com material de construção, sendo este último o que mais se vê pelas ruas da cidade.  

A comunicação que vem sendo entregue e realizada pelos fiscais da Prefeitura Municipal   vem requerendo providencias com três dias a contar da data da notificação, informando que conforme Lei Municipal se não for cumpridas as exigências o cidadão será acarretado de multa e embargo das atividades “Vamos ver se a notificação e fiscalização será efetuado para todos os moradores mesmo, se todos vão pagar as multas e embargos,  nosso povo não tem estas cobranças já há três mandatos, ou seja, 12 anos, para mim deveria ter uma campanha  antes nas rádios e jornais avisando aos moradores e toda população para depois começarem a realizar estas multas e notificações”, disse um empresário que foi candidato a vereador em Mantena.