Julgamento adiado para primeira semana de julho no processo que pede a cassação do prefeito e vice de Mantena

0
111

O TRE – Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais  adiou o julgamento do processo  em que  o   empresário  e candidato a prefeito da época, Gentil da Mata,  empreitou  contra  o prefeito  eleito João Rufino e seu vice Luís Garcia, bem como ao empresário  Paulo Abílio.   No julgamento ocorrido no último dia 13 de Junho,   o relator pediu a cassação da chapa João Rufino/ Luis Garcia e a inexigibilidade por oito anos.  A nova data do julgamento  foi marcada  para sexta feira, 06 de julho de 2017.

População demonstrou apoio ao Prefeito João Rufino e seu vice Luis Garcia

De acordo com informações  o prefeito João Rufino , seu líder de bancada na Câmara Municipal, Vereador Anderson Branca de Neve,  e  demais  secretários acompanharam  os trâmites de todo processo  na capital mineira  Belo Horizonte,  e que  o prefeito tem se mostrado bastante tranquilo com a situação, alegando que tem feito seu trabalho da melhor forma para a população, assim como todos os demais secretários, e que vai aguardar a justiça decidir,  como sempre fez ,  com os pés no chão e muito confiante.

Veja mais

http://mantenaonline.com.br/prefeito-e-vice-podem-perder-o-mandato-com-novas-eleicoes-em-mantena/

Depois que o Jornalismo Mantena Online publicou a matéria  sobre a possível cassação e  novas eleições em Mantena, muitas pessoas se manifestaram irritados sobre a possibilidade de João Rufino deixar a Prefeitura Municipal de Mantena,  os comentários  praticamente em sua totalidade  são de apoio, comentários   elogiando o  trabalho que vem sendo feito pela administração municipal em Mantena.