Misto de empresário e radialista continua atacando e perseguindo ex-prefeito de Mantena.

0
104

Foi o relato do ex-prefeito de Mantena, Dr. Wanderson Coelho, que revelou-se indignado com a situação, de como a Rádio 13 de Junho e o Programa Boca no Trombone,  se cala covardemente e se abstém de trazer a publico qual a real situação do município, pois nos quatro anos do governo passado bateu e ofendeu tanto ao ex-prefeito e, agora está calado, não diz nada, por que será? Onde está o investigativo Ministério Publico da comarca? Bem, agora estão usando as redes sociais para os ataques à pessoa do Dr. Wanderson, porém continuam ainda sem fundamentos e sem argumentos.

Ex-prefeito Dr. Wanderson Coelho “não vou me acovardar neste momento, creio na justiça da terra, dos homens, nas autoridades constituídas e nas instituições, mas, creio acima de tudo na Justiça Divina”

A indignação do ex-prefeito Dr. Wanderson Coelho acontece devido ao fato dele ter provado para os mantenenses que governou realmente como “Filho da Terra”. Enfrentou grandes desafios como as enchentes de 2013, a crise hídrica e a financeira, que assolaram nossa região, porém não se entregou, lutou pelos recursos juntos aos Governos, Federal e Estadual, trazendo e deixando grandes benefícios e obras para Mantena, que estão sendo administrados pelo prefeito atual.

Sobre a razão e o motivo dos ataques que sempre sofreu, até nestes dias, acredita ser, pelo fato da recuperação, retorno ao município, de uma grande área no Bairro Santos Prates, onde estava instalada a torre da Rádio 13 de Junho de Mantena. Aquela área havia sido doada para uma sociedade, que à época que geria a Rádio 13 de Junho, e, com transferência da Rádio para o Misto de empresário e radialista, que a comprou, não poderia mais permanecer a torre naquela área, por força e conveniência do próprio instrumento que fora confeccionado naquele momento entre o município e a Radio Treze de Junho S.A, o que forçou o Município a intervir e trazer de volta o bem público que estava na pose de particular, “Eu agi como mantenense, pois sou mantenense e tinha, e tenho, o dever legal de zelar pelo patrimônio público, e aquela área é patrimônio público, do povo de Mantena.

Veja mais

http://mantenaonline.com.br/vereador-marcelinho-do-lico-relembra-perseguicao-e-indagou-o-povo-quer-saber-cade-a-boca-no-trombone/

Continuando em seu desabafo: “Não quis perseguir ninguém, e não persegui, fiz tudo dentro da legalidade, pelo contrário eu é quem fui muito perseguido e brutalmente ofendido pelo Misto de radialista e de empresário, criticado e muitas vezes injuriado e difamado ao vivo pelas ondas da Radio Treze de Junho, até mesmo na minha vida intima e pessoal fui atacado. Não tenho magoa de ninguém, pelo contrário, como disse, sou mantenense e gosto deste lugar e de seu povo, prova disso é que fui na contramão da maioria dos prefeitos que disputaram as últimas eleições e que foram vencidos, por “políticos profissionais”, que deixaram de herança prefeituras sucateadas e quebradas. Fiz o contrario, deixei 7,9 milhões em obras licitadas, somente restou ao meu sucessor por em pratica os projetos deixados, e também deixei mais de 5 milhoes em dinheiro, em caixa, para que Mantena viesse a continuar na sua caminhada de crescimento e desenvolvimento. Além  destes recursos financeiros para o meu sucessor paguei os salários dos funcionários e seus décimos terceiro, paguei os meus fornecedores, não deixei nenhuma dívida como herança para o meu sucessor, isso não divulgam né? Claro, quem é que não quer ser pai de filho bonito? ”, disse.

Veja mais

http://mantenaonline.com.br/possivel-monopolio-de-radios-em-mantena-deve-ser-julgado-pelo-ministerio-publico-federal/

O misto de empresário e radialista representou junto ao Ministério Público do Estado de Minas Gerais, noticiando que o ex-prefeito Dr. Wanderson, teria praticado promoção pessoal, através de uma revista que circulou na cidade.

Ocorre, que  a “denuncia” realizada pelo Misto de Radialista e empresário foi devidamente arquivada pelo promotor de justiça, que tem a atribuição de atuar da defesa do patrimônio público, sob o argumento de não ter, a publicação da revista, evidenciado lesão aos interesses e direitos que envolve a sua pasta de atribuições. Neste sentido, desabafou Dr. Wanderson: “Fiz um governo pensando no melhor para Mantena, criticado, difamado e injuriado, sem usar os veículos de comunicação (rádios), que na cidade existem 03 (três), tive de alternar com a revista para mostrar as obras que estavam acontecendo e, o radialista mesmo assim tentou me incriminar, vamos respondendo tudo na justiça, todo prefeito ao deixar um mandato, sai, literalmente, com sequelas ,  processado judicialmente, e alguns processos somente com o passar do tempo e no seu tramite regular que vai ser mostrado os verdadeiros resultados, não vou me acovardar neste momento, creio na justiça da terra, dos homens, nas autoridades constituídas e nas instituições, mas, creio acima de tudo na Justiça Divina, pois tenho minha fé firmada em Deus, Criador de todas as coisas, que é justo e jamais desampara um filho injustiçado”, finalizando.

Veja mais

http://mantenaonline.com.br/desesperado-politicamente-misto-de-radialista-detona-vereador-gilberto-da-aposentadoria-se-ele-for-eleito-eu-visto-uma-saia-em-mantena/

http://mantenaonline.com.br/chegou-a-hora-do-misto-de-radialista-e-empresario-rogerio-faustino-vestir-saia-em-mantena/