Mantenense é preso acusado de aplicar golpes em empresas na Serra, ES

0
120

Inspetor penitenciário é preso por aplicar golpes em empresas. O criminoso se apresentava como ex-prefeito de uma cidade do interior capixaba e utilizava cheques extraviados para realizar as compras.

Fonte: A Gazeta/Elis Carvalho

No momento da prisão, Versianny comprava quase meia tonelada de camarões e peixes /Foto: Elis Carvalho

O inspetor penitenciário de Minas Gerais, o mantenense Versianny Sabbadin, 41 anos, foi preso nesta terça-feira (8) na Serra por aplicar golpes em empresas de pescado no Espírito Santo. Segundo a titular da Delegacia de Defraudações e Falsificações, Rhaiana Bremenkamp, o criminoso utilizava cheques de políticos do interior capixaba, que eram extraviados de malotes. No momento da prisão o acusado comprava quase meia tonelada de camarão e peixes.

Versianny foi preso em flagrante quando estava no bairro Carapina, por porte ilegal de arma, receptação, estelionato e ameaça. Segundo a polícia, a prisão do bandido ocorreu após denúncia de uma empresária do ramos de pescados. Ela realizou duas vendas na semana passada para o inspetor, uma no valor de R$ 9 mil e outra no valor de R$ 20 mil, mas acabou estranhando o fato de Versianny pedir que os produtos não fossem embalados com o nome da empresa.

Depois ela foi surpreendida com os cheques que começaram a voltar. Ainda de acordo com a empresária, o inspetor se apresentava como ex-prefeito de uma cidade do interior do Espírito Santo.

Arma apreendida com o acusado de estelionato /Foto: Elis Carvalho

Nesta terça-feira (8), Versianny faria outra vítima: um empresário em Carapina. Mas, como a delegacia já investigava o caso, conseguiu prendê-lo em flagrante, utilizando os cheques extraviados. 

Durante a prisão, o bandido ameaçou o empresário. A hipótese é a de que o inspetor comprava os pescados aqui para revender a outras empresas do ramo ou restaurantes.