Frio de -62°C em vila na Rússia suspende aulas e faz até termômetro parar

0
133

Vila russa de Oymyakon registrou -62°C. Imagens de moradores e turistas curtindo o frio na pequena vila estão viralizando na internet.


Um termômetro instalado no ano passado para atrair a atenção de turistas em Oymyakon, na região siberiana de Yakutia, na Rússia, simplesmente parou após a temperatura registrar abaixo de -62°C. A aldeia cujo nome significa “lugar onde os peixes passam o inverno” ou “pedaço de água não congelado”… congelou! Fotos das consequências do fenômeno estão viralizando na internet esta semana.
Segundo o jornal on-line britânico The Independent, a temperatura mais fria já registrada em uma área permanentemente habitada foi de -68°C, justamente em Oymyakon, em 1933. O recorde de congelamento em área não-habitada, no entanto, ocorreu na Antártida, em 2013, quando a Nasa registrou -94,7°C, com base em dados de satélite. 
As cerca de 500 pessoas que vivem (ou sobrevivem) na aldeia de Oymyakon não deixaram que a geada os impedisse de ter uma rotina normal. O frio também não barrou os visitantes russos, tampouco estrangeiros, de curtir a “gelada”. Anastasia Gruzdeva, uma mulher de 24 anos de idade de Yakutsk, cidade a mais de 900km de distância de Oymyakon, postou várias fotos no Instagram da aldeia. Uma delas, que mostra os cílios da jovem congelados, foi compartilhada diversas vezes na web.

Um vídeo no Twitter também mostrou a coragem de turistas chineses que resolveram tirar as roupas e brincar nas águas congelantes do lugar. Veja: