Polícia Civil  conclui investigação e esclarece a morte de Camelo na antiga Serraria do Gouveia em  Mantena 

0
90

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), em Mantena,   concluiu nesta quarta-feira, 28, as investigações do crime de homicídio que vitimou Olecy Júnior Mendes, de 36 anos, o conhecido Camelo. Foram identificados como autores do crime C.C.S, de 21 anos, e G.A.H.P, de 18 anos, os quais contaram com a participação do adolescente W.B.L, de 17 anos.

O corpo de Camelo foi encontrado na antiga Serraria do Gouveia no Bairro de Vila Nova – Foto: Redes Sociais

Continua depois da publicidade

O crime ocorreu no dia 4 de junho do corrente ano, por volta das 10horas 30 minutos, em um galpão abandonado situado no bairro Vila Nova, tratando-se do último homicídio consumado registrado na Comarca de Mantena, até o momento.

 Conforme as investigações, no dia dos fatos a vítima teria pernoitado no galpão e, na parte da manhã, foi violentamente espancada e asfixiada por três indivíduos que foram ao local para consumir drogas.

Veja mais 

https://www.mantenaonline.com.br/corpo-de-homem-e-encontrado-sem-vida-na-antiga-serraria-do-gouveia-no-bairro-de-vila-nova/

Um dos envolvidos, C.C.S, cumpria pena em regime semiaberto no presídio de Mantena, com direito ao trabalho externo, e tão logo teve sua participação no crime confirmada pela PCMG – o que ocorreu 2 dias após o homicídio -, voltou a cumprir pena em tempo integral na unidade prisional.

A motivação do crime seria em razão de supostos furtos praticados pela vítima contra parentes do investigado C.C.S.

O Inquérito Policial foi remetido à Justiça e os envolvidos maiores de idade foram indiciados pelo crime de homicídio qualificado pelo motivo fútil, pelo emprego de asfixia e pela utilização de recurso que dificultou a defesa da vítima.

Fonte: Comunicação PC/Goval