Empresário das comunicações  Rogério Faustino explica o silêncio no Boca no Trombone  em Mantena

0
187

O Programa Boca no Trombone alcançou  recordes de audiência  quando entrou no ar  cobrando ações do ex-prefeito Dr. Wanderson Coelho  mostrando situações anormais e uma fiscalização mais rígida, passado aquele momento de grandes batalhas  que se arrastou até mesmo para o Fórum  local na justiça o empresário  das comunicações analisou todo desempenho  e se propôs atuar de uma forma  diferente  quanto ao governo do Prefeito João Rufino  em  Mantena.

O empresário das comunicações responde ao povo sobre o silêncio do Boca no Trombone – Foto: Divulgação

Continua depois da publicidade

Depois das matérias  exclusivas  do Jornalismo Mantena Online  onde o   empresário  Rogério Faustino  entrou em evidência  pelo brilhante trabalho  que vem realizando pelo Município através  dos  deputados  Federal Lincoln Portela e Estadual Léo Portela, os quais ele apoiou  tendo uma belíssima votação nas últimas eleições, quando  somente no ano de 2019 conquistou mais de 2 milhões de verbas e emendas beneficiando  efetivamente  a  população e em especial  a APAE,  muitos comentários  cobraram um posicionamento de silêncio do empresário em relação a atual administração  e ele explicou seu posicionamento…

“O Boca no Trombone foi criado para ser um programa  e não uma guerra, mas, a situação se tornou  muito difícil quando nenhum dos profissionais radialistas queriam  trabalhar  com medo de retaliações  normais de uma cidade pequena e de política aflorada,  entramos  como apresentador por acaso e quando percebemos não tinha  como  sair mais e tocamos o barco, eu tinha o propósito de  terminar  o programa com o fim das eleições  fosse qual fosse os resultados, portanto  eu  não iria dar sequencia ao programa naquele formato”, explicou.

Veja mais 

https://www.mantenaonline.com.br/presidente-da-apae-rony-do-uniao-fala-do-grande-amor-do-empresario-rogerio-faustino-pelo-municipo-de-mantena-ouca/

Rogério Faustino   continuou o seu relato  evidenciando que  os  principais motivos  era  visando o crescimento  de Mantena  e que  foi mal interpretado   sendo perseguido com a perda do terreno da Rádio 13 de Junho pelo qual ele lutou para permanecer viva no coração dos mantenenses…

“Ficamos tristes quando soubemos que a Rádio 13 de Junho  não mais existiria e  tomamos uma posição de não deixar que aquilo acontecesse porque  esta rádio esta no coração do povo e muitas pessoas  eram ouvintes de uma vida inteira. Na medida que a situação foi apertando  fomos também massacrados  politicamente e tivemos as portas fechadas pela administração daquele momento eu então tive de lutar por dois motivos  a volta da Rádio 13 de Junho e  o futuro de Mantena”,relatou.

O empresário  disse que não queria  que o Boca no Trombone fosse daquela maneira, porém  entrou no clima de guerra e que  logo depois analisou os fatos e ouviu pessoas  especiais e amigas   e concluiu que  não poderia repetir aquela guerra para o bem do Município  e até dele próprio que abdicou de uma vida normal para  liderar o povo naquele momento…

“Sobre o silêncio no Boca no Trombone  eu quero relatar que não foi  necessidade financeira  porque graças a Deus  Ele me tem dado condições de viver com independência financeira, algumas pessoas são provas que eu procurei o prefeito anterior para colocar as rádios  à disposição para trabalhar, este é o meu ramo de negócios e é aqui que ganho o meu sustento, e todo governo precisa de divulgação, eles não quiseram e ainda decidiram guerrear e era tudo que eu não queria.  Eu então ouvi as pessoas que me cercavam , os amigos, e a minha família  decidindo então que mesmo que não tivesse um contrato de trabalho com a Prefeitura Municipal eu  iria  ter uma postura diferente porque eu quero é o bem e um futuro bem melhor para nosso povo e decidir fazer diferente  e dar  condições ao Prefeito João Rufino para trabalhar e  depois junto com o povo fazer as avaliações sendo que no momento certo depois de dar oportunidade ao novo governo de mostrar a sua cara iríamos fazer as devidas cobranças e de uma forma diferente  mostrando a situação e requerendo da administração a solução tudo isso sem guerras e ataques pessoais como aconteceu”,  respondendo ao povo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui