Plantão: Acidente com ônibus que saiu de BH deixa crianças mortas no Espírito Santo

0
8

Coletivo tinha como destino o distrito de Itaoca, localizado em Cachoeiro de Itapemirim, no litoral capixaba.


Gabriel Ronan

Estado de Minas

(foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)
(foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

Ao menos quatro pessoas morreram – entre elas duas crianças – em um acidente com um ônibus de viagem na tarde deste sábado (2). O fato aconteceu na ES-164, entre as cidades de Cachoeiro de Itapemirim e Vargem Alta, no Espírito Santo. O veículo saiu do Terminal JK, em  Belo Horizonte, e tinha como destino o distrito de Itaoca, localizado na mesma cidade da ocorrência.

Continua depois da publicidade

Segundo o Corpo de Bombeiros, 55 pessoas ocupavam o veículo. As vítimas foram levadas para três unidades de saúde: os hospitais Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro do Itapemirim, Infantil da mesma cidade e outra particular.

O Hospital Infantil Francisco de Assis informou que, ao todo, 15 crianças foram encaminhadas à unidade. Duas delas, uma de 2 anos e outra sem idade confirmada, morreram. Outra está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em estado grave.

As outras 12 crianças estão na enfermaria e sofreram ferimentos leves. 

De acordo com a Polícia Militar, a suspeita é de que o ônibus perdeu o freio. Isso porque o acidente aconteceu no trecho conhecido como “Curva da Morte”, que tem extenso histórico de ocorrências por se tratar de uma curva bastante fechada numa região serrana.

(foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)
(foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

Ainda segundo a PM, o ideal é que os motoristas sempre usem o freio motor no trecho. Justamente para evitar a perda da frenagem, que é bastante usada na região serrana e pode ser desgastada rapidamente.

A batida aconteceu por volta das 13h, no Km 14 da rodovia. Por ser um local distante do Centro de Cachoeiro de Itapemirim, muitas vítimas foram socorridas por veículos particulares, conforme os bombeiros.

Novamente conforme os bombeiros, o ônibus saiu de BH e fazia uma excursão para o litoral capixaba. Não há informações sobre a empresa responsável pelo fretamento. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui