“Menino da Vila” e jogador da seleção sub-17 ao lado de Neymar, Geovane Loubo quer resgatar bom futebol no Democrata/GV

0
261

Por Matheus Mesmer — Governador Valadares – MG


Geovane Loubo foi contratado pelo Democrata-GV — Foto: Geovane Loubo/Arquivo Pessoal

O Democrata-GV já está nos preparativos para a disputa do Módulo 2 do Campeonato Mineiro. Nesta semana, o clube de Governador Valadares apresentou a comissão técnica e seus 33 jogadores.

Continua depois da publicidade

Na lista dos contratados, um nome que teve passagem discreta pelo cenário nacional: Geovane Loubo. O meia, natural de Teófilo Otoni, esteve na grande fase dos “Meninos da Vila”, jogando ao lado de Neymar na base do Santos.

Depois de passar pelo sub-15 e sub-17 do Peixe, atuou na base do Cruzeiro e chegou a treinar no Arsenal, da Inglaterra, em 2007.

– Foi um período incrível, em que pude aprender muito e tive uma grande valorização do meu nome à época. Treinei junto e conheci jogadores que fizeram história no futebol como o Gilberto Silva, Fábregas, Wilshere e Denílson, que se tornou um grande amigo que fiz no futebol. Foi uma experiência única na minha vida e que carrego até hoje grandes aprendizados de tudo que vivenciei lá na Inglaterra –, disse.

Geovane Loubo (primeira fila, na ponta do lado esquerdo) na Seleção Brasileira sub-17  — Foto: Geovane Loubo/Arquivo Pessoal

Geovane Loubo (primeira fila, na ponta do lado esquerdo) na Seleção Brasileira sub-17 — Foto: Geovane Loubo/Arquivo Pessoal

Um ano depois, jogando pelo Santos, o atleta recebeu a primeira oportunidade na Seleção Brasileira sub-17. Além de atuar ao lado de Neymar, ainda teve a companhia de Philippe Coutinho, Casemiro e Alisson.

A falta de boas atuações tirou Geovane do cenário nacional. Em 2014, último ano em que esteve no Santos, foi relacionado para alguns jogos pelo técnico Oswaldo de Oliveira, mas perdeu espaço dentro do time profissional após sete anos de clube.

– O período no Santos foi incrível. Cheguei muito garoto, tive grandes atuações logo no começo e isso impressionou a muitas pessoas. De alguma maneira, isso influenciou negativamente a minha postura e o meu desenvolvimento. Acabei não tendo as melhores companhias e quem pudesse me auxiliar para eu manter o foco no meu crescimento.

Geovane Loubo atuando pelo Santos — Foto: Geovane Loubo/Arquivo Pessoal

Geovane Loubo atuando pelo Santos — Foto: Geovane Loubo/Arquivo Pessoal

Carreira no interior

Após sequência negativa na carreira, nos anos de 2015 e 2016 Geovane passou pelo Foz do Iguaçu, no Paraná, pelo América-TO, em Teófilo Otoni, e Mogi Mirim.

O último clube que atuou foi no Rosário FC, da Guatemala, na temporada 2017/2018. O meia jogou 28 partidas e marcou cinco gols. De volta a um time do interior de Minas, Geovane Loubo assinou com o Democrata-GV até o final do Campeonato Mineiro e quer, nesse tempo, resgatar o futebol que o levou à Seleção Brasileira.

– Estou de volta ao meu estado, onde conheço a forma de jogo e sei da dificuldade que é levar um clube à divisão principal do estado. Além desse desafio, quero muito retomar minha carreira e voltar a ter uma sequência de jogos. Aos 28 anos, confio que ainda posso contribuir ao futebol com meu talento e é exatamente isso que busco. Agradeço ao Democrata por me dar essa oportunidade e não faltará esforço da minha parte, para que alcancemos essa promoção ao final da competição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui