Polícia Militar prende homem que matou vizinho  a facadas em Central de Minas

0
767

Logo após o crime Fabio Junio dos Anjos Pena, 34, conhecido como Fabinho Pedreiro, se evadiu  do local tomando rumo ignorado. Ele estava no distrito de Floresta e se entregou   relatando que  matou em legitima defesa.

Logo após o crime a Polícia Militar passou a investigar conseguindo a prisão do autor do homicídio – Foto: Redes Sociais/Internet

Continua depois da publicidade

Segundo Boletim de Ocorrência o  homicídio consumado aconteceu  nesta sexta feira,(17), por volta das 19 horas, na Rua Ercilo Adriano Flho, n° 550, no centro de Central de Minas,  constando  que  Fabio Junio dos Anjos Pena, 34, matou com uma facada  seu vizinho Aguinaldo Domingos da Silva, 31. 

Quando a Polícia Militar chegou encontrou o corpo de Aguinaldo sem vida – Foto: Redes Sociais/Internet

Quando a policia chegou  ao local deparou com o corpo de Aguinaldo caído ao solo já sem os sinais vitais, as testemunhas relataram que  viram a confusão  de longe e pensaram que estavam brigando, contudo  ao chegarem perto  viram que havia sangue na vítima e o autor  correndo morro acima. 

A perícia técnica compareceu  ao local recolhendo a arma utilizada no  crime de dentro da traqueia da vítima possivelmente  sendo  o golpe que levou a vítima ao óbito    providenciando o translado para o IML de Governador Valadares.

Veja mais 

Homem é morto a facadas na noite desta sexta feira, (17),  em Central de Minas

Prisão

A Polícia Militar  iniciou um rastreamento com intuito de prender  o autor   fazendo um contato com sua  esposa que informou  que seu marido  estava com o telefone celular. Depois de entrar em contato  iniciou-se  uma conversação e após muito tempo o autor informou que estava no distrito de Floresta.

Depois de garantir ao autor  que  ele e sua família (esposa e filhos)  teriam  total segurança quanto a possível represália por parte de parentes e outros  o autor decidiu que iria se entregar espontaneamente informando que estava na residência de uns amigos quando a Polícia Militar chegou  próximo à residência  o autor  já foi saindo para fora com as mãos para cima se entregando.

Preso Fabinho Pedreiro  deu sua versão  do crime  relatando  que

 “depois que chegou do serviço foi até o boteco da Aparecida e comprou um  juninho de pinga  e desceu para sua casa, ocasião que a vítima chegou e pediu um tira gosto  tendo o autor pegado o tira gosto  e servido a vítima, que percebeu que  a vítima estava  armada com uma faca de serra na cintura, que em dado momento enquanto o autor picava o tira gosto virou para trás e viu a vítima Aguinaldo com a faca em punho vindo em sua direção, tendo Fabinho em ato continuo acertando um golpe de faca no pescoço de Aguinaldo e logo após  saiu correndo do local e dispensou a faca usada  no crime em uma rua sem calçamento”, finalizando.  

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui