Jornalista Nilmário Miranda  fez lançamento do livro “Histórias que vivi na História” em Mantena, veja entrevista exclusiva

0
296

Nestes tempos em que transferimos, cada vez mais, as nossa memórias para máquinas, e já não somos capazes de lembrar o número do telefone do melhor amigo sem recorrer aos “contatos” de nossos celulares, Nilmário Miranda é uma espécie em extinção.

Continua depois da publicidade

Neste sábado,(25),  o  jornalista  Nilmário Miranda,  que  foi deputado estadual em Minas Gerias de 1986 a 1990 e deputado federal duas vezes pelo PT, quando ocupou o cargo de Presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara  esteve no Recanto Franciscano no Bairro de Vila Nova onde foi recebido pelos membros do Partido dos Trabalhadores, admiradores de toda região   e  convidados. O evento contou com uma sessão  de autógrafos e uma breve palestra.

O Jornalismo Mantena Online foi representado e presenteado  pelo autor com um exemplar de lançamento devidamente autografado. 

Jornalista  Nilmário Miranda – Foto: Rogério Augusto

Aparentemente sem nenhum esforço, ele tem lembranças nítidas, vividas, desde a mais tenra idade até os dias de hoje, numa trajetória de 70 anos de uma vida, rica, da qual ele é capaz de lembrar desde pequenos fatos aparentemente sem importância, até eventos que  a marcaram definitivamente, muitas vezes registrando também a história do país.

E são estas lembranças que este livro traz: do despertar para a militância política em sua Teófilo Otoni natal, até ganhar o mundo com sua intransigente defesa dos Direitos Humanos, passando pela luta conta a ditadura, as prisões, a tortura, o renascimento no jornalismo popular até o coroamento como primeiro ministro dos Direitos Humanos, no governo Lula, e secretário da mesma pasta no governo de Minas Gerais.

Estas e muitas outras lembranças são a essência deste livro. Mais do que um exercício de rememoração, o depoimento de um tempo vivido plenamente, que, certamente, servirá para que as gerações futuras compreendam melhor a história do Brasil neste período.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui