Comerciante fala da  repercussão  de seu desabafo  pelas Redes Sociais  e  relembra da  perseguição e  expulsão  das ruas  pela administração  de  Mantena, veja vídeo

0
98

Pelas Redes Sociais e usando do Facebook de sua esposa Paolla Dias, segundo ele não sabe porque o  seu  Facebook pessoal não abre mais,  o internauta e comerciante Mineiro da VK  mais uma  vez abriu o coração para relatar sobre uma possível  perseguição  que vem sofrendo  e  que começou  a três anos  atrás  quando   era  fabricante de chinelos e vendia sua mercadoria  no centro  e foi expulso  das  ruas pela administração municipal. 

Continua depois da publicidade

Entenda o caso 

Notificado pela Prefeitura Municipal comerciante desabafa “não vai demorar vamos ter de fechar nosso comércio” , veja vídeo

 

Dentre outras situações  Mineiro   relata em vídeo  que a três anos atrás   era   fabricante de chinelos   e  que   vendia sua  mercadoria   no centro  quando entrou  a gestão atual  e forçou  sua retirada    com pessoal  da prefeitura ainda  querendo  recolher toda a sua  mercadoria lhe dando prejuízos  o que segundo ele não se efetuou porque resistiu e  não  deixou. 

Em 2017 praticamente todos os ambulantes foram retirados do centro de Mantena – Fotos: Rogério Augusto/arquivo

Em seu desabafo pelas Redes Sociais  Mineiro da VK deixa claro que não gosta de política  e que  logo depois  de  relatar sua total indignação  ao ter o seu comércio no ramo de Restaurante   notificado pela Prefeitura Municipal ter anunciado que pelas   circunstâncias não ia demorar para fechar o seu comércio.

Depois da repercussão relatou que foi procurado pela administração municipal através  do    secretário de Indústria e Comércio Mauro Lúcio Pereira  que lhe propôs uma situação  que  foi levada até um advogado para um melhor conhecimento  decidindo então diante da pressão   que vai continuar trabalhando  e que vai manter suas portas abertas até mesmo porque tem uma criança  de um ano para cuidar.  

Secretário Mauro Pereira notifica empresários requerendo calçadas livres em Mantena

Explica que logo  depois  abriu um comércio com  sua mãe que veio de Belo Horizonte,  uma senhora de 60 anos que levanta cedo e trabalha até tarde da noite  no restaurante,   porém a  perseguição continuou: 

“não vamos fechar , vamos trabalhar,  não somos vagabundo , tenho  um filho  recém nascido eu preciso trabalhar  , não posso deixar meu filho morrer de fome” desabafando.

Mineiro foi para as  Redes Sociais em janeiro de 2020   quando  se manifestou  sobre  uma água empossada  em frente ao seu restaurante  relatando o descaso  da administração pública ao permitir depois de uma limpeza realizada pela Prefeitura Municipal  relatando que  foi deixado  uma água podre e fedorenta  em frente o  seu estabelecimento  atrapalhando seu comércio   na hora do almoço. 

Cuidando de Nossa Gente: Dono de restaurante   vai para Redes Sociais e promete acionar a Polícia contra ação da Prefeitura  de Mantena , veja vídeo

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui