Prefeitura de São Félix de Minas  distribui vitamina para aumentar imunidade e combater Covid-19

0
79

Na versão do prefeito, as vitaminas ajudam a aumentar a imunidade e ajudar no combate o coronavírus; cidade também terá lockdown. A vitamina é uma substância com atuação reconhecida no funcionamento do sistema imunológico, que é responsável pela resposta do nosso corpo a infecções.

Polivitamínicos comprados pela prefeitura – Foto: Redes Sociais/Internet
Continua depois da publicidade

Veja mais 

Informativo Assoleste –  Prefeito de São Félix de Minas, Cleudin Machado  testa positivo para coronavírus e se coloca em “isolamento social”

“Em meio a série de medidas implementadas ao novo coronavírus, a Prefeitura Municipal fez a aquisição de polivitamínico para distribuir a população Sãofelense, aos paciente do grupo de risco. A vitamina é uma substância com atuação reconhecida no funcionamento do sistema imunológico, que é responsável pela resposta do nosso corpo a infecções. É ele que atua no controle de vírus e bactérias nocivos ao organismo. A distribuição será gratuita e a domicílio, a partir (23) pelos agentes comunitários de saúde”, informou a prefeitura da cidade. 

Por meio de vídeo, o prefeito, que foi uma das vítimas da Covid-19, falou sobre a distribuição. “Eu preocupado com a saúde das pessoas, junto com os médicos e com a secretária de saúde, chegamos a conclusão que vamos fornecer para as famílias de risco vitaminas que vão levantar a imunidade das pessoas e que para elas estejam mais resistentes ao vírus que é tão prejudicial”, disse. 

O médico infectologista Leandro Cury explica que não existe ainda nenhuma comprovação de remédios que ajudem no combate ao coronavírus. “Até o momento não temos nenhum estudo que corrobore aumento de imunidade ou de ação contra o vírus no uso de algum fármaco seja vitamínico, polivitamínico ou antiviral”, conclui. 

Lockdown 

De acordo com um decreto publicado nesta terça, a circulação de pessoas na cidade só pode acontecer por motivos de necessidade como realização de trabalhos como  entregas ou emprego em serviços essenciais, consultas médicas ou outros serviços de necessidade de saúde e saques bancários. Nas ruas é obrigatório o uso de máscaras e quem sair na rua deverá comprovar a motivação do deslocamento, inclusive com documentos. Ficou proibida também qualquer reunião de pessoas, mesmo se for familiar, se os participantes não morarem na mesma casa. 

Somente os serviços essenciais podem funcionar mesmo assim mantendo os cuidados com a higiene sanitária como fornecer álcool em gel 70%, exigir máscara e distanciamento de dois metros entre os clientes. Restaurantes e bares só poderão funcionar no esquema de delivery e mantendo as regras de higiene sanitária. 

Os estabelecimentos comerciais que descumprirem as normas do decreto podem pagar multas de até 14 mil. Nas ruas da cidade a fiscalização dos deslocamentos dos  3.382 habitantes, será feita pela Polícia Militar e por fiscais da prefeitura.

“Diante dessa trágica notícia de eu e mais uma pessoa confirmada, tive que tomar uma atitude. Nós baixamos um decreto de lockdown de 15 dias na cidade. Vão funcionar somente serviços essenciais. Os supermercados, padarias e farmácias vão funcionar somente com delivery. As pessoas fazem o pedido por telefone e recebem o pedido em casa. O entendimento da população fazendo o isolamento social vai nos ajudar muito a trabalhar”, diz o prefeito. 

Outras matérias 

Comarca: Depois de Itabirinha o Município de São Félix de Minas também anuncia LOCKDOWN

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui