Capivaras atacam cachorros  nas imediações da lagoa na Fazenda Mol indo para Cachoeirinha de Itaúnas

0
44

Segundo informações  três cachorros  foram atacados  por capivaras  nas imediações da lagoa  da Fazenda Mol na estrada que vai  para o distrito de  Cachoeirinha de Itaúnas, em Barra de São Francisco.  Os cachorros apareceram  com  cortes e feridas profundas, a preocupação e o aviso é para que as pessoas que costumam  pescar ou  passar  pelo local  fiquem atentos com possíveis ataques das capivaras.  

Capivaras atacam cachorros  nas imediações da lagoa na Fazenda Mol indo para Cachoeirinha de Itaúna – Foto: Arquivo/Mantena Online

Continua depois da publicidade

Veja mais 

Depois de 2 anos  secretaria de saúde  autoriza consulta para psiquiatra  “Inacreditável o descaso dessa administração com a população”, diz internauta

Saiba mais sobre a Capivara 

A população de capivaras prolifera em locais  que possuem lagoas e áreas de banhados, muito próximo aos centros urbanos – Foto: Redes Sociais/Internet

capivara se move com agilidade, correndo com destreza e grande velocidade distâncias de 100 a 200 m, porém, se esgota com facilidade. Geralmente dirige-se para a água, atirando-se e submergindo por vários minutos. Quando está distante da água, se torna presa fácil.

Esses animais são herbívoros e pastam, principalmente, ao entardecer. Alimentam-se de gramíneas e até mesmo de plantas aquáticas. Capivaras adultas podem comer mais de 5 kg de comida, dependendo de seu tamanho.

É o maior roedor do mundo, medindo até 1,30 m de comprimento e 0,50 a 0,60 m de altura. Pode pesar até 100 kg, mas o seu peso médio é de 50 kg para as fêmeas e 60 kg para os machos.

Tem ótima audição e muitos dos sons usados na comunicação não podem ser ouvidos por humanos. As capivaras, assim como os outros roedores, são responsáveis pela propagação de muitas doenças, normalmente por um pequeno número de espécies que se adaptam bem próximo aos seres humanos.

O habitat natural da capivara são os corpos de água permanentes, ou seja, rios, lagoas e, em último caso pântanos. A água serve como esconderijo e proteção contra os predadores naturais, além de ser utilizado para a reprodução.

capivara costuma viver em regiões às margens de rios e lagos. – Utilizam a água como refúgio dos predadores, pois conseguem ficar submersas por alguns minutos. – Esta espécie animal possui uma grande agilidade para nadar.

Outras matérias 

Mantena aguarda decisão oficial para comércio não essencial abrir as portas, governador autorizou “Onda Amarela” em GV 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui