Exclusivo: Mortes nas filas de espera e 12 mortes em menos de um mês deixam imagens de tristeza na luta contra Covid-19 em Mantena

0
168

A morte dos mantenenses na fila de espera  sem conseguir  vagas   para internamentos em  leitos  de UTI-Covid  e  a morte de 12 pessoas  em menos de um mês no Hospital São Vicente de Paulo  marcaram sobremaneira  e  nunca imaginávamos  que um dia fosse  acontecer em  Mantena. 

Pronto Atendimento do HOSPITAL SÃO VICENTE DE PAULO  – Foto: Mantena Onlie/arquivo 

Continua depois da publicidade

Relembrando os fatos

Morre a terceira pessoa que esperava vaga para internamento em UTI-Covid-19 em Mantena

 

Fatos que marcaram 

Alguns  fatos foram marcantes  nestes pouco mais de  um ano  desde que começou a pandemia da Covid-19  e que atacaram  diretamente a mente e a alma deixando  os mantenenses  atônitos,  perplexos, estressados,  muitas vezes boquiabertos  e  admirados  diante  principalmente das mortes   e  da indignação   dos familiares e amigos  vendo seus entes serem sepultados  sem velório, sim  indo embora  na  fila de espera por uma vaga de leito de UTI-Covid, isso mesmo morrendo na fila de espera.  

Estamos evidenciando  momentos difíceis e verdadeiros que  infelizmente não  é  um sonho, se fosse seria um pesadelo, fatos inacreditáveis que estão acontecendo conosco e a nossa frente  como  relatou se desabafando o   Diretor do Hospital São Vicente de Paulo,  Marlôn Antônio,  diante da morte de  12 pessoas em menos de um mês  no hospital, antes  somente duas pessoas haviam perdido suas  vidas  vítimas  do  vírus naquela instituição filantrópica confirmando o estado psicológico e   todo  sofrimento que estão passando todos  os profissionais  envolvidos e   que trabalharam neste período  que marcou, uma imagem que vai ficar para sempre.  

Outras matérias 

Secretário de  saúde  Ocimar Rufino não acredita em novo  lockdown  em Mantena, veja vídeo